domingo, 23 de novembro de 2014

O efeito da eleição


Por Andrew Gray (1634-1656)


Se Deus irresistível e eficazmente chamou a ti, dentre aqueles poucos, poucos escolhidos, os quais Ele escolheu para Si, faça com que isto te comprometa a ser ainda mais e mais santo. O Espírito da Graça não bateu em tua porta com batidas infinitamente santas, antes que tu condescendesses em abrir? Tu recusaste em obedecer, até que Ele chamou, não por três vezes, como a Samuel, mas por muitas cem vezes.


Como Ló resistiu a sair de Sodoma, até que os anjos lhe pegassem pela sua mão, e o levasse adiante, assim tu estavas relutante em deixar teus pecados, e companheiros ímpios, até que a mão do Senhor apoderou-se do teu coração. A Incondicional e Livre Graça de Deus chamou-te e deixou a outros. Ó, como isto deveria fazer com que tu admirasses o Amor de Deus, e que te empenhasses pela santidade de Deus! Quando Deus escolheu a ti, Ele deixou a outros, ele passou por milhares e dezenas de milhares no mundo, e deixou-os em sua impenitência e segurança carnal, sob a escravidão e jugo de Satanás. Considere, quão poucos são os que serão salvos, em comparação com a multidão dos que serão eternamente destruídos.

Considere que Deus deveria chamar-te com uma santa vocação, e conduzir-te para ser um deste pequeno rebanho, que está sob os cuidados do Bom Pastor Jesus Cristo. Se tu fostes escolhido e separado do restante, enquanto eles são deixados no estado de pecado para perecerem eternamente, que maravilhosa distintiva misericórdia é esta! Como isto deveria compelir-te a ser eminentemente santo.

Foste tu chamado em tua juventude? Ó, seja santo em toda maneira de viver, em retribuição ao amor de Deus que sofreu por ti [para] não golpear tua alma na velhice. É uma grandiosa misericórdia ser chamado na primeira, ou terceira, ao invés da décima primeira hora; ser chamado em tua infância e tenros dias, do que no entardecer, e à noite, e crepúsculo de teus anos. Sendo chamado cedo, tu nunca fizeste tais tristes naufrágios, nunca te envolveu em tais maldades grosseiras como outros. Tu tiveste extensa experiência da doçura da santidade, portanto, segue-a ainda. Tu foste chamado em tempos tardios? Trabalhe para fazer compensação pelas muitas horas, dias, e anos, que perdeste antes que tu fosses reconciliado com Deus. Certamente a santidade adequa-se bem a ti para sempre.

Ó, sejam santos, vós discípulos velhos, pois o seu tempo para obter graça não será longo. Ó, sejam santos, vós jovens convertidos, para vós requer-se disposição, força e vigor no caminho e no serviço ao Senhor. Suas experiências são tão pequenas; algumas provas vocês tem tido, ó, contudo desejem mais, quanto mais santidade vocês tiverem, maior doçura acharão. O mais valioso vinho encontra-se na mais baixa adega. 

Veio Cristo e estabeleceu-Se sob teu teto? Ó, seja puro e santo para que tu não aborreças a Sua alma justa. Ó, como tu deves agradá-lO, Aquele que tão sumamente honrou e favoreceu a ti! Se a filha de um camponês se casasse com um príncipe, vestiria ela os seus trapos velhos, ou comeria novamente a comida de seu antigo país? Cristo, o Príncipe da Paz, casou-Se contigo, e designou-te um valioso dote. Tu não abandonarás para sempre as vestes imundas do pecado, e menosprezarás aquelas bolotas com as quais te alimentavas antes? Talvez tu sejas tão miserável, que de ti mesmo não tenhas nada para colocar em tua cabeça, e é certo que não possuis nem um pé de terra que seja teu para sempre. Ainda assim, tu és um herdeiro, um filho, mui amado, tanto por Deus quanto pelos anjos. Todos os santos têm esta honra. Outrora tu foste um grande, um imundo pecador; ó, seja santo, pois Cristo lavou-te em Seu sangue, justificou a ti pela Sua Justiça, e santificou a ti pelo Seu Espírito, mesmo quando tu foste imundo de se olhar.

Moisés uma vez casou-se com uma Etíope, Davi tinha homens vis como seus soldados, e Cristo teve publicanos, meretrizes e pecadores por Seus companheiros. Desta forma Deus escolheu a ti, quando tu tinhas pouca moralidade, pouca ingenuidade, ou bondade natural. Tu és do número daqueles poucos que serão salvos, e tão fortemente compelidos a serem  eminentemente santos.

***
Fonte: Puritan Sermons
Tradução: Camila Rebeca Almeida
Revisão: William Teixeira Pedrosa
Via: O Estandarte de Cristo