sexta-feira, 1 de abril de 2016

Cessacionismo, sim; incredulidade, não!

image from google

Cessacionista é a pessoa que crê que os dons extraordinários do Espírito Santo (cura, falar em línguas, etc.,) cessaram porque foram dados especificamente aos apóstolos no nascedouro da Igreja Cristã, com o propósito de autenticar a mensagem revelada pelo Espírito Santo que é o Novo Testamento. Assim como no passado, no Antigo Testamento houveram épocas específicas em que Deus dotou com Seu poder Seus servos para que realizassem milagres justamente na ocasião em que a Palavra de Deus estava sendo revelada, da mesma forma ocorreu no Novo Testamento.

Em seu livro O Caos Carismático, o Dr. John MacArthur Jr., faz um comentário esclarecedor ¹ :
A maioria dos milagres registados na Bíblia ocorreu em três períodos relativamente curtos: Moisés e Josué, durante os ministérios de Elias e Eliseu e no tempo de Jesus e seus apóstolos. Nenhum desses períodos estendeu-se por mais de cem anos. Cada um desses períodos testemunhou a proliferação de milagres em outras eras. Entretanto, mesmo nesses períodos, os milagres não eram a norma para o dia a dia. Os milagres realizados diziam respeito a homens que eram mensageiros extraordinários enviados por Deus – Moisés e Josué, Elias e Eliseu, Jesus e os apóstolos. À parte desses três períodos, os acontecimentos sobrenaturais registrados nas Escrituras foram incidentes isolados (pág. 145).

O cessacionista não é alguém que duvida do poder de Deus; tal pessoa é incrédula. Em vez disso, o cessacionista é alguém que crê que Deus pode fazer milagres ainda hoje, porém, não na mesma intensidade dos dias de Moisés e Josué, de Elias e Eliseu, ou de Jesus e os apóstolos, não porque Deus mudou – para o cessacionista Deus é imutável. Na verdade, o que mudou não foi o caráter de Deus, mas, sim, as razões pelas quais os milagres foram tão intensos nas três épocas mencionadas a pouco. Hoje Deus não precisa mais autenticar Sua Palavra revelada, até mesmo porque tudo o que Ele queria ter revelado, já o fez plenamente na pessoa de Seu Filho Jesus Cristo (cf. Hb 1.1-4).

O cessacionista é alguém que crê na soberania de Deus, e, por isso mesmo, quando ora demonstra sua confiança na vontade de Deus para a sua vida, razão pela qual não se revolta contra Deus quando a resposta às suas orações é diferente do que ele esperava que fosse. O cessacionista descansa na fidelidade de Deus, pois, sabe que por não faltarem lutas e dores na sua vida, também não falta o cuidado de Deus e a alegria do Senhor Deus que é a sua força (cf. Ne 8.10).

Diferentemente daqueles que o insultam e o questionam (porque pensam que ele é um incrédulo que tenta colocar Deus num limite humano, ou um simplório que não consegue entender a Bíblia), o cessacionista vive a cada dia enfrentando as lutas em vez de “rejeitá-las”, e em nome de Jesus vive na dependência de Deus sabendo que “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito (…) de serem conformes à imagem de Seu Filho” (Rm 8.28,29).

Ele não é um masoquista que gosta de sofrer, mas, sente profunda alegria em seu coração porque sabe que até o sofrimento em sua vida é propósito de Deus.

Para o cessacionista Deus não mudou. Ele continua sendo hoje o mesmo Deus de ontem e o será para todo o sempre, isto é, o Deus Todo-Poderoso que pode fazer tudo o que bem quiser, mas, que nem sempre quer fazer tudo o que pode.

O cessacionista tem profundo amor pela Palavra de Deus e, por este motivo, não anda em busca de novidades “reveladas” pelos ditos “profetas” contemporâneos. Para o cessacionista, as profecias de Deus se cumprirão, inclusive aquelas que dizem que no fim dos tempos surgirão muitos falsos cristos e falsos mestres, dizendo que estão agindo em nome de Deus, realizando sinais e prodígios no céu e na terra para enganar, se possível, os eleitos (Mt 24.24). Por esta razão, o cessacionista anda pela Palavra de Deus e não se deixa levar por ventos de doutrinas (Ef 4.12) que não passam de mentiras forjadas no inferno e engendradas nos corações arrogantes.

O cessacionista não se deixa levar pela emoção, mas, também não é uma pedra de gelo diante da ação de Deus quando Ele quer realizar um milagre. O cessacionista se emociona, se impressiona, e se rende ante ao poder de Deus e por isso mesmo teme afastar-se da Sua Palavra porque sabe que é terrível coisa cair nas mãos do Deus vivo (Hb 10.31).

Podem me chamar do que quiserem, mas, como um cessacionista que sou, eu sei em quem tenho crido e sei que é poderoso para guardar o meu depósito até aquele dia (2Tm 1.12). Minha fé é histórica, e não está baseada em movimentos que vem e vão com o tempo.
_____________
Nota:
¹ MACARTHUR Jr, John> O Caos Carismático. Formato em e-book, Editora Fiel da Missão Evangélica Literária; São José dos Campos (SP).
           
***
Autor: Rev. Olivar Alves Pereira
Fonte: Noutesia