quarta-feira, 20 de abril de 2016

Devo interferir na politica por "sede de justica"?

Costumo receber mensagens de pessoas que tentam justificar revoluções, tomada de poder, interferência em política e manifestações com este versículo tomado isoladamente: "Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça" (Mt 5:6). Nada de errado em ter fome e sede de justiça, como também não estaria errado eu ter fome e sede de caviar e champanhe francesa. Pois eu posso ter sede de champanhe francesa e fome de caviar, mas isto não significa que seja este o cardápio de meu almoço hoje. Talvez eu precise trabalhar mais e esperar o momento oportuno para ter condições de ver meu apetite saciado.

É preciso entender que os evangelhos são as diretrizes dadas para o funcionamento do Reino de Deus na terra. Hoje o reino está aqui mas em mistério, pois Cristo ainda precisa voltar para estabelecer seu reino. Enquanto isso devemos viver os princípios descritos para o reino, porém sabendo que, como cristãos, não somos súditos do Rei, mas sua noiva que reinará com ele quando vier. O cristão deve ser sábio para para aplicar os princípios encontrados nos evangelhos para o reino na terra, para não perder de vista sua cidadania, que é celestial. Então o que quer dizer o versículo? Quem não faltou à aula de tempos dos verbos vai entender:

"Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles SERÃO FARTOS" (Mt 5:6)

Esse "serão fartos" é quando o Senhor vier reinar, quando ele "aniquilará a morte para sempre, e assim enxugará o Senhor Deus as lágrimas de todos os rostos, e tirará o opróbrio do seu povo de toda a terra" (Is 25:8). É futuro, percebe? Ter fome e sede de justiça não significa sair por aí cuspindo nos injustos, participando de protestos, quebrando o pau com adversários ou incentivando revoluções para mudar governos. Mesmo porque se você agir assim não estará cumprindo as outras bem-aventuranças no mesmo contexto:

"Bem-aventurados os PACIFICADORES, porque eles serão chamados filhos de Deus; Bem-aventurados OS QUE SOFREM[ou suportam] PERSEGUIÇÃO por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus; Bem-aventurados sois vós, quando vos INJURIAREM e PERSEGUIREM e, mentindo, disserem todo o mal contra vós POR MINHA CAUSA. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós." (Mt 5:9-12).

Reparou que no fechamento do raciocínio do contexto o Senhor não estava se referindo a injúrias e perseguições por diferenças partidárias ou nacionais, mas por causa dele? Você tem sofrido por causa de Cristo? Tem sido perseguido por causa dele? Tem sido injuriado? Então bem-aventurado ou feliz é você de ter esse privilégio de sofrer por Cristo. Era disso que Pedro estava falando quando escreveu:

"Amados, não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecendo; pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cristo, para que também, na revelação de sua glória, vos alegreis exultando. Se, pelo nome de Cristo, sois injuriados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória e de Deus. Não sofra, porém, nenhum de vós como assassino, ou ladrão, ou malfeitor, ou como quem se intromete em negócios de outrem (como questões relacionadas à política deste mundo, por exemplo); mas, se sofrer como cristão, não se envergonhe disso; antes, glorifique a Deus com esse nome." (1 Pe 4:12-16).

por Mario Persona