sábado, 23 de maio de 2015

Aborto - Qual o verdadeiro valor da vida?


Talvez o tema mais polêmico das eleições 2010 tenha sido a lei que, se aprovada, ampliaria a prática do aborto. No Brasil, o aborto é considerado crime e o artigo 128 do Código Penal dispõe que não se pune o crime de aborto somente quando não há outro meio para salvar a vida da mãe, quando a gravidez resulta de estupro ou quando há fundada probabilidade, atestada por dois outros médicos, de o nascituro apresentar graves e irreversíveis anomalias físicas ou mentais. 


Os números são alarmantes!
As estimativas do Ministério da Saúde apontam a ocorrência entre 729 mil e 1,25 milhão de abortos ao ano no país. Destes, no mínimo 250 morrem e 1/3 procuram assistência hospitalar devido aos transtornos gerados no organismo, seja por introdução de objetos na vagina para matar o feto, uso inapropriado de medicação abortiva ou expulsão incompleta. Entre 18 e 39 anos, de cada 100 mulheres 15% já fez aborto e entre 35 e 39 anos de cada 5 uma já o fez. A região que apresenta o maior número de abortos é a Nordeste e a menor a Sul. Entre 18 e 19 anos 1 em 20 já realizou o aborto. [1]

Alguns apontam a necessidade de regulamentar o aborto como algo mais acessível através da rede pública de saúde por causa dos números já presentados. Durante um debate a candidata à presidência Dilma Rousseff defendeu o aborto como uma solução de saúde pública e não de polícia. “Entre atender ou prender eu prefiro atender” A premissa é muito válida se você desejar, também, defender a distribuição de armas legais à população para combater as armas ilegais ou fornecer gratuitamente algumas drogas nos postos de saúde para que os viciados não frequentem lugares perigosos como as bocas de fumo!

Não sou mulher e seria desonesto avaliar a dor e a necessidade de quem escolhe o aborto para evitar a gestação de uma criança fruto de um estupro por exemplo. O mais próximo seria ser pai ou marido de uma mulher violentada e só posso mesmo pedir a Deus misericórdia para nunca ter que passar por isso... Mas não posso achar correto facilitar e legalizar o aborto pelos motivos errados e justificativas banais.

É possível medir o valor de uma vida?
O acidente com os 33 mineiros no Chile pode nos ajudar com essa reflexão. Todos os esforços foram concentrados na solução do problema para salvar aquelas vidas. Até mesmo a NASA foi mobilizada para não só apresentar uma solução de resgate como também proporcionar todo o conforto possível aos mineiros até o dia do resgate que, graças a Deus e a cooperação de muitos, chegou antes do previsto e com todo o sucesso merecido. Quanto dinheiro foi investido no resgate? Uma opinião reprovando o valor empregado para salvar as vidas dos mineiros não seria imediatamente considerada desumana?

A verdade é que temos dificuldades para determinar valores para vidas concretas, vidas com histórias... O mesmo valor deveria ser dado à vida em potencial e jamais considerar a possibilidade de um aborto!

O que a Bíblia diz sobre o aborto?
Infelizmente, a Bíblia parece silenciosa com relação a esse assunto. Possivelmente, encontramos a única referência direta em Êxodo 21.22-23.

“Se alguns homens pelejarem, e um ferir uma mulher grávida, e for causa de que aborte, porém não havendo outro dano, certamente será multado, conforme o que lhe impuser o marido da mulher, e julgarem os juízes. Mas se houver morte, então darás vida por vida”  Ex 21.22-23

Na versão da Septuaginta (versão grega do Velho Testamento) foi utilizada a expressão έξεικονισμένον que significa “completamente formado [2] . Se o feto está completamente formado e há o aborto a penalidade de vida por vida deveria ser aplicada.

Indiretamente podemos dizer que o cristianismo adotou a postura contra o aborto pela constante cobrança bíblica pela preservação da vida, pois sua mensagem é de vida e não de morte, e pela obrigação de proteger os indefesos como viúvas, órfãos, pobres e estrangeiros.

“A nenhuma viúva nem órfão afligireis.” Êxodo 22:22
“Que faz justiça ao órfão e à viúva, e ama o estrangeiro, dando-lhe pão e roupa.”Deuteronômio 10:18
“Por isso amareis o estrangeiro, pois fostes estrangeiros na terra do Egito.”Deuteronômio 10:19
“O SENHOR guarda os estrangeiros; sustém o órfão e a viúva, mas transtorna o caminho dos ímpios.” Salmos 146:9
“Fazei justiça ao pobre e ao órfão; justificai o aflito e o necessitado.” Salmos 82:3
“Não perverterás o direito do estrangeiro e do órfão; nem tomarás em penhor a roupa da viúva.” Deuteronômio 24:17
“Maldito aquele que perverter o direito do estrangeiro, do órfão e da viúva. E todo o povo dirá: Amém.” Deuteronômio 27:19
“Quando sacudires a tua oliveira, não voltarás para colher o fruto dos ramos; para o estrangeiro, para o órfão, e para a viúva será." Deuteronômio 24:20
“Aprendei a fazer bem; procurai o que é justo; ajudai o oprimido; fazei justiça ao órfão; tratai da causa das viúvas.” Isaías 1:17
“Assim diz o SENHOR: Exercei o juízo e a justiça, e livrai o espoliado da mão do opressor; e não oprimais ao estrangeiro, nem ao órfão, nem à viúva; não façais violência, nem derrameis sangue inocente neste lugar.” Jeremias 22:3
“E quando o estrangeiro peregrinar convosco na vossa terra, não o oprimireis.”Levítico 19:33 
Deus pode transformar uma gravidez indesejada em benção, basta confiar que tudo está em suas mãos e sob sua direção. Até mesmo aqueles que não têm fé podem considerar o valor da vida dos 33 mineiros no Chile, e o valor potencial de um feto como no caso do famoso cantor Andrea Bocelli, que correu o risco de não vir ao mundo para gozar de uma vida plena e nos encantar com sua voz por causa da prática do aborto. Não podemos ignorar o valor incalculável da vida desde o seu mais frágil início! 

Estamos vivendo em um novo mundo de valores invertidos no qual um pássaro silvestre tem mais valor do que a vida humana. Não posso prender ou matar passarinhos, mas posso matar um ser humano... é cruel! Deus cuida dos pássaros e dá mais valor ainda à vida humana. Em Deus encontramos um amor verdadeiro, encontramos tudo aquilo que o mundo não pode oferecer. Como não poderia amar o meu maravilhoso Deus!?

“Não temais, pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos.” Mateus 10.31
“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.” João 14:27
“E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele.” 1 João 4:16
“Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.” 1 João 4:8
“Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro.” 1 João 4:19
“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16
E você? Qual é a sua opinião sobre o aborto?


Autor: André R. Fonseca