domingo, 21 de abril de 2013

A infecção do pecado


por Max Lucado


Outubro - 1347. Uma frota voltando do Mar Negro carrega a sua sentença de morte para a Europa. A maioria dos marinheiros está morta. Os poucos que sobreviveram desejavam que não tivessem sobrevivido. 
Antes que acabe, um terço da população da Europa estará morta pela peste bubônica!
Vinte e cinco milhões de pessoas morreram. Nenhuma cura era conhecida. Nenhuma esperança era oferecida. Os saudáveis colocavam os infectados em quarentena. Os infectados contavam os seus dias. Mas esta foi a praga mais mortal da humanidade? Não.

A Escritura reserva esse título para um mal mais sombrio. Ele faz a praga parecer uma afta. Nenhuma cultura evita, nenhuma pessoa contorna a infecção do pecado. O pecado vê o mundo sem Deus nele.
A Bíblia diz “Deus tornou pecado por nós aquele que não tinha pecado, para que nele nos tornássemos justiça de Deus” 2 Coríntios 5:21. Cristo se tornou essa oferta pelo pecado. Ele venceu o castigo do pecado - a morte - por meio da sua gloriosa ressurreição dentre os mortos!


Notas:
Traduzido por Cynthia Rosa de Andrade Marques Almeida
Texto original extraído do site www.maxlucado.com