quarta-feira, 28 de maio de 2014

FRATERNIDADE CRISTÃ


E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. Em cada alma havia temor; e muitos prodígios e sinais eram feitos por intermédio dos apóstolos. Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum.”(Atos 2.42-44)
Fraternidade é um termo vindo do latim frater, que significa "irmão". Por esse motivo, fraternidade significa convivência afetuosa entre irmãos; irmandade. Pode ser entendido também como amor demonstrado pelo próximo; afeto revelado àqueles os quais não se conhece.
O livro de Atos descreve a união que havia entre os seguidores de Jesus. A primeira comunidade de crentes partilhava uma intimidade que os levava a abrir seus corações e se confraternizarem. Não havia constrangimento por serem pobres ou terem problemas familiares ou outros. A fraternidade que desfrutavam tornou possível o partir do pão, de modo que não havia necessitados entre eles.
Muita coisa mudou desde o primeiro século. A vida atual não permite que as pessoas se reúnam todos os dias. Pouco restou da intimidade que havia entre os crentes. Muitos não dispõem de tempo para se devotarem ao ensino dos apóstolos e à fraternidade cristã. Outros usam máscaras para esconder suas dores, mesmo quando estão na igreja.

Uma coisa, porém, não mudou: é a nossa real necessidade de companheirismo com outros crentes. Alguns anseiam por um lugar aonde possam ir, não somente para ouvir a Palavra de Deus, mas também para encontrar refrigério. Outros se tornaram estranhos em suas próprias casas e amiúde buscam solidariedade fora – nas escolas, nos clubes ou no trabalho. Precisamos experimentar novamente aquela fraternidade dos primitivos cristãos. E isto pode ocorrer pelo poder do Espírito de Deus. 

Rev. Ronaldo P Mendes