domingo, 14 de dezembro de 2014

Eterno peso de gloria - Don Rule

“Porque tudo isto é por amor de vós, para que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para glória de Deus. Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.” (2 Co 4:15-18)


No capítulo 7 de Apocalipse, a começar pelo versículo 13, os versículos são semelhantes ao texto que lemos pela manhã na reunião de leitura do capítulo 21 do mesmo livro. Irmãos, eu gostaria de sugerir, com base na leitura que fizemos na manhã de hoje e na que estamos fazendo agora, que vocês tivessem a iniciativa de agradecer a Deus por suas aflições e lágrimas. Deus as está usando para o seu e o meu benefício eterno. Elas são para o seu bem, e são colocadas em sua vida com um propósito de Deus para você.

"E um dos anciãos me falou, dizendo: Estes que estão vestidos de vestes brancas, quem são, e de onde vieram? E eu disse-lhe: Senhor, tu sabes. E ele disse-me: Estes são os que vieram da grande tribulação, e lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro. Por isso estão diante do trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu templo; e aquele que está assentado sobre o trono os cobrirá com a sua sombra. Nunca mais terão fome, nunca mais terão sede; nem sol nem calma alguma cairá sobre eles. Porque o Cordeiro que está no meio do trono os apascentará, e lhes servirá de guia para as fontes vivas das águas; e Deus limpará de seus olhos toda a lágrima.” (Ap 7:13-17)

Gostaria de voltar um pouco no que Bill disse, apenas para fazer uma observação e ilustrar essa questão. Vou dar ênfase ao que ele falou:“Judá tomou a iniciativa de vender José, um tipo de Cristo. Mais tarde, José testou seus irmãos nesse ponto. Eles tinham levado Benjamin até lá com eles, como José lhes havia pedido, e ele os testou para ver se venderiam Benjamin, como venderam José, porém Judá não fez isso”.

Sempre que falharmos, Deus, em sua graça irá nos colocar em situações nas quais nos testará em algum ponto no qual já tenhamos falhado um dia, pois Ele tem um benefício eterno para nós, e também por não podermos voltar e desfazer nossa falha. Mas na sabedoria de Deus todas as coisas são para o nosso bem e para Sua glória. Se necessário, Ele fará isso por três, quatro ou cinco vezes. Deus é um professor muito paciente. Mas a cada vez a intenção de Deus será o nosso bem. Ele tem um objetivo final para Si próprio e para o Seu prazer, e é com esse objetivo que irá trabalhar em nossas vidas. Por isso podemos descansar nele e no resultado do que está fazendo na vida de cada um individualmente.

Lemos na reunião pela manhã o livro de Mateus no capítulo 11:28: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.” O Senhor Jesus nunca dirá isso no céu, e você nunca terá a oportunidade de conhecê-lo assim se não O conhecer desta maneira agora. Nós agradecemos a Deus pelas circunstâncias em nossas vidas que nos atraem a Ele desta maneira.  Portanto Ele poderá vir e falar aos nossos corações “vinde a mim... e eu vos aliviarei”. Isso é apenas para o momento presente, mas qual será o resultado final? Será para a nossa bênção eterna. O resultado final disso nunca se perderá, pois é parte do eterno peso de glória que será nosso.

Deus limpará todas as lágrimas de nossos olhos. No livro de Apocalipse, capítulo 7, vemos aqueles que se identificaram com o Senhor Jesus, o Cordeiro, durante a tribulação. Terá ele valorizado isso? Sim. Irá Ele expressar a eles o quanto valorizou isso? Acabará Se identificando com eles? Sim.

Você nunca irá à Bolívia no céu; você nunca irá ao seu vizinho no céu para falar a ele sobre o Senhor Jesus. Você nunca falará com o seu colega de trabalho ou de escola no céu. Mas, se você fizer isso agora, o Senhor se lembrará disso para sempre. Nós nunca percebemos o quanto somos preciosos ao Seu coração. Todos nós passamos pelas mesmas circunstâncias de vida, mas devemos nos lembrar de que tudo o que passamos é para o nosso bem.

Nós até podemos não viver a vida como deveríamos, ou como Bob nos encorajou a viver, mas naquilo que diz respeito a Deus, Ele nunca Se esquecerá. Nós podemos viver pensando no momento presente, podemos viver só para o agora, mas em alguma prova Deus nos fará parar e nos dirá: “Agora eu trarei algo em sua vida que forçará você a parar.” Talvez seja a dor, talvez seja a tristeza, ou algum sofrimento que você traga sobre si mesmo. Mas no coração de Deus isso é para o seu bem, porque Ele nunca se esquece de Seu propósito eterno. Ele nunca se esquece do eterno peso de glória, que é o Seu propósito para a bênção sua e a minha também. E Ele também nos encoraja a aceitarmos isso, e se eu pudesse acrescentaria que deveríamos “abraçar” isso e dar graças por isso. Esse é o propósito de Deus para o nosso bem.  A partir dessa situação Ele produzirá o que O honrará e irá cumprir o Seu propósito.

Apenas gostaria de acrescentar um último ponto que já citei anteriormente e que é muito precioso para mim. Abram no livro de Gênesis 45: “Então José não se podia conter diante de todos os que estavam com ele; e clamou: Fazei sair daqui a todo o homem; e ninguém ficou com ele, quando José se deu a conhecer a seus irmãos. E levantou a sua voz com choro, de maneira que os egípcios o ouviam, e a casa de Faraó o ouviu.”Profeticamente, esse é o Senhor Jesus durante a tribulação, no processo pelo qual seus irmãos de Israel serão restaurados a Ele, e na passagem diz que José chorou em voz alta. (Gn 45:1-2).

Não acredito que nossas lágrimas cessarão quando o arrebatamento acontecer, pois Deus está formando agora uma identidade em mim e você, um relacionamento que nos identifique com o Senhor Jesus Cristo. Se é que posso falar assim, nossas lágrimas não cessarão até que as dele cessem. É por isso que estas palavras irão se cumprir na eternidade, e não agora.

Você está chorando por algum motivo agora? Virá o dia quando você verá o Senhor Jesus chorar, como fez José muito tempo atrás, quando Seus irmãos terrenos, os judeus, estiverem sendo restaurados a Ele durante a tribulação. Em Gênesis, capítulos 42 a 50, encontramos sete vezes José chorando, e ele é uma figura de Cristo. Nessa ocasião você já estará com Cristo, verá Suas lágrimas e irá chorar solidário a Ele. Hoje, enquanto ainda é tempo de você verter suas próprias lágrimas, você está aprendendo o que o torna capaz de ser compreensivo, amoroso e solidário. Você não poderá aprender essas coisas no céu. O que você está aprendendo agora o capacitará a penetrar nos sentimentos do Senhor e se solidarizar com Ele quando estiver chorando por ocasião do doloroso processo de restauração de Seus irmãos a Si mesmo.

Em Apocalipse 7 lemos desses irmãos judeus que Deus faz passar pelo necessário período de tribulação para levá-los ao arrependimento e restauração. Enquanto estiverem passando por isso o Cordeiro, que morreu por eles, se entristecerá por eles e acompanhará seu período de sofrimento chorando, inicialmente a portas fechadas (como fez José), e depois juntamente com eles. E nosso coração, depois de termos aprendido em nossa vida na terra o que eles estarão aprendendo, irá compartilhar com o Cordeiro a dor de assistir aqueles amados sofrendo, apesar de aquele sofrimento ser necessário para eles. Quando terminar o processo, o Cordeiro, que chora por eles, será o mesmo que irá enxugar todas as lágrimas de seus olhos. Quando todo pecado, que traz sofrimento e lágrimas, tiver sido removido da Criação de Deus, então Ele, que agora nos faz passar por nossos próprios períodos de lágrimas, irá pessoalmente enxugá-las, até a última lágrima de nossos olhos. O resultado é que teremos corações sintonizados em honra, louvor e adoração a Ele eternamente. (Transcrito de uma fala de Don Rule em uma Conferência Bíblica)