quinta-feira, 29 de agosto de 2013

O que significa a fe' uma vez dada aos santos?


Ao ler a tradução do livro "Teologia do Pacto ou Dispensacionalismo", de Bruce Anstey, você disse ter estranhado a citação de um versículo da epístola de Judas neste trecho: "Foi somente nos anos 1800 que Deus efetuou uma restauração completa da verdade 'que uma vez foi dada aos santos' (Jd 3) e a verdade dispensacional voltou a ser conhecida." 

Quando traduzi o texto também estranhei ele usar Judas 1:3, mas acho que é porque sempre associamos "fé" à salvação e não à completa revelação de Deus, que é o assunto da epístola de Judas. Uma outra leitura do versículo seria da versão Almeida e Atualizada: 

"Amados, quando empregava toda a diligência em escrever-vos acerca da nossa comum salvação, foi que me senti obrigado a corresponder-me convosco, exortando-vos a batalhardes, diligentemente, pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos". 

O que o autor do livro está falando não é nenhuma doutrina nova, mas apenas a restauração daquilo que os primeiros cristãos já conheciam e que foi perdido com a apostasia (abandono da verdade ) do advento do clericalismo, que privou o Espírito Santo de usar quem Ele quer nas reuniões da igreja e instituiu sacerdotes e papas. 

Se continuar lendo o capítulo de Judas verá que é justamente este o contexto. Veja que ele começou querendo escrever sobre a salvação, comum a todos os cristãos, mas sentiu-se obrigado a exortá-los a batalhar pela fé que uma vez por todas foi dada aos santos, ou seja, não está falando agora de salvação mas de algo mais. 

Esse "algo mais" é o que vem do versículo 4 em diante mostrando a degradação da "fé que uma vez por todas foi entregue aos santos" com a introdução de homens ímpios que negam o senhorio de Cristo, além dos exemplos de Caim, Balaão e Coré, que tentaram usurpar posições que não lhes tinham sido dadas por Deus. Estes links abaixo irão ajudar a enxergar que ligação tem a carta de Judas com o estado de ruína da cristandade: 
http://www.3minutos.net/2013/04/442-as-segundas-epistolas.html 
http://www.3minutos.net/2013/05/443-detector-de-lobos.html 
http://www.3minutos.net/2013/05/444-balaao-e-cora.html 
http://www.3minutos.net/2013/05/445-origem-do-engano.html 

Darby comenta o versiculo ( Google Tradutor):

"Uma vez entregue", isto é, devo voltar ao início) à fé original como foi entregue. Nestes dias, é muito importante para saber o que era desde o princípio. Você certamente tem o que está no Novo Testamento, o que era no começo. Se eu permanecerei em que, eu permaneço no Pai e no Filho, 1 João 2:25. Os versículos 14, 15, a profecia de Enoque, o primeiro testemunho de Deus. Aqui vemos que Deus tinha do seu primeiro depoimento contemplou a apostasia da igreja, assim como em Deuteronômio 32, no início da história de Israel, Ele prediz que o final seria.


Ele tinha o propósito de escrever-lhes da salvação comum a todos os cristãos, mas ele achou necessário exortá-los a ficar rápido, para batalhar pela fé uma vez dada aos santos. Para que a fé já estava sendo corrompido pela negação dos direitos de Cristo para ser Senhor e Mestre, e assim também, dando as rédeas de vontade própria, eles abusaram de graça, e transformou-o em um princípio de dissolução. Estes são os dois elementos do mal que os instrumentos de Satanás introduzidas, a rejeição da autoridade de Cristo (não é seu nome): eo abuso da graça, a fim de satisfazer as suas próprias concupiscências. Em ambos os casos, foi da vontade do homem, que se libertou de tudo o que é freado. A expressão "Senhor Deus" aponta nossa esse caráter de Deus. "Senhor" aqui não é a palavra geralmente usado, é "despotes", isto é "mestre".

por Mario Persona