sábado, 31 de agosto de 2013

Pais que amam a Deus



Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor...E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor
Efésios 6.1-4

Uma das grande preocupações dos nossos dias na Igreja do Senhor Jesus é o fato de estar havendo um grande desinteresse pela vida espiritual, da parte de muitos jovens, e de desleixo da parte dos pais em criá-los para o Senhor levando-os à Igreja a fim de conduzi-los aos pés de Cristo. 

Estes estão muito preocupados em dar-lhes uma formação intelectual de excelência, como acontece nos países da Ásia, Europa, América, e no Brasil também, o que é muito bom. 

No entanto, há o descuido em levá-los para o templo, afim de que tenham comunhão com o Senhor e com o Seu povo. 

Se o filho ou a filha não deseja ir à igreja, não há a menor preocupação dos pais se fica em casa à frente do computador ou da televisão, ou na casa dos amigos e parentes. 

Na realidade, muitos estão querendo mesmo é se ver livres da carga da paternidade. Diante disso estão preparando seus filhos para a eternidade, não na presença do Senhor, mas para um outro destino eterno, e incomensuravelmente pior. 

Vejamos como alguns pais bíblicos prepararam seus filhos para a eternidade.

1 – NOÉ – FOI UM PAI QUE ENTROU NA ARCA COM SEUS FILHOS
“Disse o SENHOR a Noé: Entra na arca, tu e toda a tua casa, porque reconheço que tens sido justo diante de mim no meio desta geração.” (Gênesis 7.1). 
Durante cem anos este homem trabalhou arduamente construindo uma arca. No tempo da nossa existência quando nossos filhos são ainda tenros, infantes, devemos estar preparando-os para que entrem na arca, que é Jesus que os salvará. 

Deus já nos deu todos os recursos para que entremos nesta Arca com segurança para que quando o Dia do Juízo divino se abater neste mundo não venha destruir, eternamente a nossa prole. 

Deus ordenou a Noé que entrasse ele e sua família. Entende-se aqui, perfeitamente, a Aliança que Deus faz conosco e com a nossa geração em Cristo. 

Tem você, pai, preparado seus filhos a fim de que entrem com você na Arca?

2 – ABRAÃO – FOI UM PAI QUE LEVOU E ENSINOU SEU FILHO A ADORAR A DEUS

“Tomou Abraão a lenha do holocausto e a colocou sobre Isaque, seu filho; ele, porém, levava nas mãos o fogo e o cutelo. Assim, caminhavam ambos juntos.” - Gênesis 22.6 

O lugar da adoração fora estabelecido por Deus e Abraão deveria caminhar até lá com o seu filho Isaque. 

Este é um episódio emocionante quando o patriarca leva seu filho para adorar a Deus e para oferecê-lo ao Senhor em holocausto. 

É certo, como bem sabemos, que Deus não queria a vida de Isaque e, sim, a obediência de ambos. 
Jesus, naquele momento, se interpôs entre Abraão e Isaque, entre a ira de Deus e nós, oferecendo-se em sacrifício como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo numa grandiosa e gloriosa substituição. 

Bem-aventurados, portanto, os pais que levam seus filhos ao santuário de Deus e ali os consagram para o Senhor. Tem você, pai, procurado envidar todo esforço ensinando seus filhos adorarem com você o Deus vivo e verdadeiro?

3 – JÓ – FOI UM PAI QUE INTERCEDEU PELOS FILHOS

“Decorrido o turno de dias de seus banquetes, chamava Jó a seus filhos e os santificava; levantava-se de madrugada e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles, pois dizia: Talvez tenham pecado os meus filhos e blasfemado contra Deus em seu coração.” (Jó 1.5) 
Que bênção para os filhos que têm este tipo de pai. Jó apesar de todos os seus compromissos, como homem rico que era, levantava-se, de madrugada, a fim de não deixar esfriar a situação que, porventura, tivessem seus filhos criado perante Deus, e, como um grande sacerdote intercedia, clamava, suplicava por eles. 

É o que Jesus e o Espírito Santo fazem por nós intercedendo. Tem você, pai, intercedido e chegado às mais profundas lágrimas pela redenção de seus filhos?