terça-feira, 9 de julho de 2013

Oração como última saída?

Oração como última saída?

Oramos porque precisamos.
Infelizmente muitos cristãos recorrem à oração como última saída, quando na verdade esta deveria ser a primeira opção. Não sabemos o dia de amanhã, não temos a mínima ideia se nossos projetos, sonhos e planos darão certo ou não, e sequer podemos confiar que possamos proteger completamente nossos entes queridos.
Diante de tantas incertezas, entregar tudo que temos nas mãos de Deus em oração é no mínimo ser sábio. Reconhecer que eu não sei, mas Deus sabe. Eu sou pequeno, mas Deus é grande. Eu não tenho capacidade, mas Deus tem.
Quando oramos e dizemos a Deus: seja feita a Tua vontade, estamos dizendo que a vontade de Deus é melhor que a nossa.
Não estamos nos achegando a Deus para que Ele faça nossos desejos, mas nos achegamos a Deus para que Ele faça o melhor. Desta forma não estamos colocando Deus em nossas mãos, mas nos colocando nas mãos de Deus.
A oração é o combustível na vida do cristão. Assim como um carro não anda sem combustível, um cristão não progride sem a oração. E infelizmente orar não é algo muito popular em nossos dias. As reuniões de oração normalmente são as reuniões mais vazias. Isto porque nos esquecemos do poder que a oração tem. Ela pode curar enfermos, salvar pecadores, trazer perdão e libertação, expulsar demônios, operar milagres, sempre em nome de Jesus.
Os maiores guerreiros de Deus nesta terra, estão travando grandes batalhas de joelhos. Seja também um guerreiro de Deus para que venha o Seu Reino e seja Feita a Sua Vontade.

 Por