sábado, 30 de março de 2013

A Gloria de Deus Visitou este Mundo


A primeira visita da glória de Deus a este mundo foi quando Deus escolheu uma família para tornar-se um povo, para tornar-se uma nação - a nação de Israel. Deus tratou pessoalmente com aquela nação. A este povo Ele Se exibiu em poder (Dt 4:37). 



Ele os tirou do Egito com Sua grande força e poder. 

Ele os guiou e alimentou por quarenta anos através de um grande deserto, e os introduziu na terra prometida com Seu poder (Sl 105:39-45). 

A glória de Deus apareceu no mais magnífico templo com que esta Terra já foi agraciada, nos dias do grande rei Salomão (2 Cr 7.1). 

Mas pela indiferença à presença de Deus em poder e glória em seu meio; pela desobediência às Suas leis escritas pessoalmente por Ele; pelo desprezo à terra aprazível (Sl 106:24); e por virarem as costas a Deus e se voltarem a ídolos pagãos (Os 1:6), a glória de Deus voltou ao céu (Ez 1:1-25,28). 

Essa volta não foi forçada, mas por não poder encontrar repouso nesta terra corrompida, a glória voltou ao céu. 

Seguiu-se um intervalo de 500 anos. 

Então a glória voltou a esta Terra na Pessoa de Jesus Cristo, o próprio Deus. Esta foi uma visita da graça! A glória e a graça encontravam-se em humilde bondade e amor. A única esperança do mundo está em o Filho de Deus fazer-Se Homem (Is 4:5-6; 7:14). E Ele assim o fez! 

Mas, oh! aquela glória em Cristo foi também rejeitada. E mais: desta vez expulsa à força deste mundo, na vergonha, rejeição e violência da cruz. Mais uma vez Deus foi-Se embora e voltou ao céu. 

O céu tem estado misteriosamente silencioso por já 1900 anos. 

Então haverá um terceiro retorno da glória, formalmente na Pessoa do Senhor Jesus. Desta vez retornará para reinar sobre esta Terra em poder judicial, prosperidade e paz - os 1000 anos, ou milênio. Céus e Terra estarão ligados como que por uma escada, e a justiça reinará (Os 2:19-23). 

Todavia, maravilha das maravilhas, há um grande mistério entre a segunda e a terceira visitas a esta Terra; uma vinda invisível, secreta e pessoal daquela glória, a Pessoa do Espírito Santo vinda ao coração e corpo, hoje, de cada crente no Senhor Jesus Cristo. 

Por meio da morte, do sangue derramado, da ressurreição e ascensão do Filho de Deus, foi aberto o caminho para que o conjunto dos crentes redimidos desfrutem hoje, em sua plenitude, a habitação do Espírito Santo, individualmente e coletivamente. 

E há mais! A qualquer momento, nós, crentes em Cristo, juntamente com o Espírito Santo, seremos arrebatados, trasladados para aquela mesma glória, juntamente e semelhantemente ao amado Filho de Deus, para sermos banhados para sempre pelo fulgor daquela imaculada e eterna glória (1 Cr 29:10-13). 

N.Berry