quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Encontrei o verdadeiro Natal!





Vinde a mim. Mateus 11.28

Eu queria tanto ter um Natal feliz, que saí por aí procurando um. Atravessei uma praça movimentada e vi desamor, violência, mendicância, crianças abandonadas.

Passei perto de uma mansão e vi um majestoso pinheiro de luzes coloridas e piscantes, iluminando o jardim do rico, e o pobre só a olhar.

Visitei a favela e vi valas negras, casebres caindo, criancinhas sujas chorando de fome.

Percorri as enfermarias de um hospital e vi lágrimas, dor, desesperança.

Andei entre os “grandes” e quase só vi desonestidade, egoísmo, falsidade, jogo de interesses.

Abri jornais e revistas, e o que mais li foi sobre guerras, sequestros, corrupção, crise econômica.

Até que entrei numa igreja. Os fiéis irmanados, de mãos dadas, cantavam o Noite feliz. Então eu disse: 

— Que lindo! Finalmente encontrei um Natal feliz!

Mas, triste ilusão... Acabadas as celebrações, foram todos embora para suas festas.

Passaram pertinho de mim, olharam para mim, mas ninguém me disse palavra, nem mesmo um gentil “Feliz Natal, amigo!”

Desesperado, dirigi-me ao altar de Deus e gritei: 

— Meu Senhor, eu quero tanto ter um Natal feliz e não consigo! Mostra-me onde encontrá-lo!

Ouvi então uma voz suave dizer-me:

— Meu filho, Eu sou Jesus, sou o Natal que você procura. Meus braços estão abertos para você. Venha para mim!

Foi ali que encontrei o verdadeiro Natal e compreendi que Natal não é o bem material de que se possa desfrutar. Natal é Jesus.

>>> Retirado de Devocionais Para Todas as Estações (Elben César, org). Editora Ultimato, 2009.

Por Litrazini