terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Rico em que mundo?

O desejo de ser rico é provavelmente um desejo que a maioria das pessoas experimentam, e que controla seus pensamentos, seu tempo e suas energias. Vamos examinar um pouco o que os homens dizem sobre isto e também o que Deus diz sobre isto em Sua Palavra.

Um líder religioso prega abertamente que existe uma ordem bíblica para se ganhar dinheiro. Outro descaradamente diz: "Deus quer que você seja rico". E outro ainda argumenta: "Se todos nós fôssemos pobres, quem é que iria ajudar o pobre?"

Aqueles que pregam dinheiro e prosperidade material certamente descobrem que esse tipo de pregação é muito bem aceita e atrai muita atenção. E até faz com que a fortuna desses pregadores aumente. Um homem definiu isto da seguinte maneira:"Antigamente eu pensava que se ganhasse muito dinheiro eu seria feliz. Agora digo que se sou feliz, vou ganhar muito dinheiro".

Vamos examinar a seguir um pouco do que Deus tem a dizer em Sua Palavra acerca destas coisas. Qualquer leitor cuidadoso da Bíblia sabe algo da diferença que existe entre o Antigo e o Novo Testamento. No Antigo Testamento, Deus estava trabalhando com um povo e provando esse povo a fim de trazer bênçãos para eles como Seu povo terrenal. Portanto, para aquele povo tudo era condicional. Os resultados podiam ser para bênção ou maldição. Tudo começava com um "se" e dependia da obediência a Deus e à Sua Palavra.

Recomendamos que você leia Deuteronômio 28. O versículo 1 diz: " E será que, se ouvires a voz do Senhor teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os Seus mandamentos que Eu hoje te ordeno, o Senhor teu Deus te exaltará sobre todas as nações da Terra". A seguir são acrescentadas muitas bênçãos. Mas então no versículo 15 ocorre uma mudança; ao invés de bênçãos pela obediência, vemos maldições pela desobediência. Perguntamos a você: Acaso eles obedeceram e receberam as bênçãos? Não, eles acabaram recebendo as maldições. A última palavra no Antigo Testamento é maldição.

Nestes dias em que vivemos, Deus está salvando pessoas para o céu, e logo Cristo virá para levar todos os que aqui Lhe pertencem. Enquanto isso, existem promessas que nos são dadas e elas nos são asseguradas em Cristo que adquiriu tudo. Ele próprio aguarda para tomar posse das "riquezas da glória da Sua herança nos santos" (Ef 1.18).

Existe agora o privilégio de se viver para Cristo e de se trabalhar, não para ficar rico, mas trabalhar para ajudar aquele que passa necessidade (Efésios 4.28). O Senhor disse, quando esteve aqui, "Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber" (At 20.35). Temos que entender que as riquezas terrenas não são para sempre (Provérbios 27.24; 23.5). Em 1 Coríntios 7.31 lemos: "A aparência deste mundo passa".

Na verdade, ao invés de prometer riquezas agora, o Senhor nos dá esta promessa: "Todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições" (2 Tm 3.12).