domingo, 5 de janeiro de 2014

Balaão


BALAÃO [Senhor do Povo?Devorador?] foi profeta da cidade de Petor, na MESOPOTÂMIA. Ele abençoou o povo de Israel, mas depois o levou ao pecado (#Nm 22.5-24.25; 31.8,16; 2Pe 2.15; Jd 11).

Balaão foi um profeta de Israel, na época de Moisés, a quem o Rei Balaque, de Moabe, deu-lhe instruções para amaldiçoar o povo de Israel oferecendo-lhe muitas riquezas. Contudo por revelação divina, 3 vezes Deus lhe apareceu determinabdo que o povo de Israel fosse abençoado por ele, e jamais amaldiçõado, e ainda revelou a Balaque que seu povo e sua descendência seriam destruídos. Assim Deus exaltou a Israel dizendo inclusive que não tinham pecado algum. Isso irritou Balaque que espulsou Balaão de sua presença e ambos voltaram para casa.

A Bíblia não relata esta história na sequência, contudo apesar de Balão não haver amaldiçoado Israel, ou as tribos de Jacó comandadas por Moisés, contudo segundo Apocalipse 2:14; Números 25:1-3 e II Pedro 2:12-16; Balaão acabou sendo novamente seduzido pelos Moabitas ensinando a Balaque como corromper o povo de Israel, levando-o a se prostituir com mulheres extranhas e a dobrar seus joelhos diante de seus deuses. Contudo Deus sempre soube o que se passava em seu coração, pois olha a pergunta que Deus faz, como se Deus não soubesse:

Números 22:9 E veio Deus a Balaão e disse: Quem são estes homens que estão contigo? 10 E Balaão disse a Deus: Balaque, filho de Zipor, rei dos moabitas, mos enviou, dizendo: 11 Eis que o povo que saiu do Egito cobriu a face da terra; vem, agora, amaldiçoa-mo; porventura, poderei pelejar contra ele e o lançarei fora.

Para mim com esta pergunta fica claro que Deus está ironizando, mas não somente isso. Ele está provando o coração desse profeta. Faz me lembrar da pergunta que Deus fez a Adão: Onde estás? E a Caim? Onde está seu irmão? Sendo que isso não repreenta falta de conhecimento da parte de Deus, mas o princípio das dores que ainda estão por vir contra aqueles que pecaram contra Deus, neste caso contra aqueles que sabem da benção que Deus tinha lançado sobre seu povo, ainda mais Balaão, que era um sacerdote, que diz:

Gênesis 12:3 E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.

Se eu pedisse a você, irmão Alex, para fazer tal coisa hoje contra um judeu, ou judeu messiânico, ou um gentio, ou um gentio messiânico, ou até mesmo contra um ímpio, ou até contra o próprio diabo, sendo que nem o anjo de Deus atentou amaldiçoá-lo, antes o entregou nas mãos de Deus, dizendo: Deus te repreenda! Logo eu acredito que nenhum de nós faríamos tal coisa, nem iríamos até a presença de Deus em oração para fazer tais perguntas, pois nós sabemos o amor que Deus tem pelo ser humano, e principalmente pelo Seu Povo Santo e Escolhido.

Portanto desde a primeira vez que Deus enviou Balaão a Balaque, DEUS JÁ CONHECIA SEU CORAÇÃO, contudo por algum motivo que a Bíblia não revela, Deus permitiu que a jumenta (ungida pelo próprio Deus, que abriu sua boca para admoestar Balaão), visse o anjo e assim protege-se Balaão de morrer com um golpe de espada desferido pelo próprio anjo enviado pelo próprio Deus. Mas se Deus realmente o quisesse matar, certamente o anjo não teria fracassado.

 Porém possivelmente a intenção de Deus era outra, talvez fosse separar aqueles que, sendo submetidos a uma prova por meio de Balaão, como vimos em Nímeros 25:1 e Apocalipse 2:14, os ímpios que existissem entre seu povo certamente seriam revelados. Bom, esta é apenas uma hipótese, contudo é certo que Deus não tinha a intenção de matar Balaão naquele momento, senão o ato teria sido consumado com certeza, pois quem pode segurar a mão de Deus?

 Contudo em Números 31:8 e 16 vemos que a vingança de Deus contra Balaão acabou se cumprindo, porque Balaão de fato não chegou a amaldiçoar o povo de Israel, pois por divina revelação Deus não o permitiu, contudo ensinou aos inimigos de Israel como fazê-los cair e perder a proteção do Altíssimo. Foram as mulheres moabitas, de fora de Israel, que eram formosas, quem fizeram o povo de Israel cair em prostituição e idolatria.

Acredito também por hipótese, que os Moabitas chamaram Balaão talvez por acreditarem que também eram israelitas de sangue (por serem da descendência de Ló, sobrinho de Abraão, filhos de incestos), todavia eles se desviaram de Deus e não conheceram as Leis de Moisés, ou se conheceram não as respeitaram e nem a cumpriram.

A citação sobre Balaão no novo testamento é:

Apocalipse 2:14 Mas umas poucas coisas tenho contra ti, porque tens lá os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel para que comessem dos sacrifícios da idolatria e se prostituíssem.."

Isso é confirmado pelas seguntes passagens: 

Números 25:1 E ISRAEL DETEVE-SE EM SITIM, E O POVO COMEÇOU A PROSTITUIR-SE COM AS FILHAS DOS MOABITAS. 2 Estas convidaram o povo aos sacrifícios dos seus deuses; e o povo comeu e inclinou-se aos seus deuses. 3 Juntando-se, pois, Israel a Baal-Peor, a ira do SENHOR se acendeu contra Israel.

II Pedro 2:12 Mas estes, como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção, 13 recebendo o galardão da injustiça; pois que tais {ou reputam por prazer o viver diariamente em delícias;} homens têm prazer nos deleites cotidianos; nódoas são eles e máculas, deleitando-se em seus enganos, quando se banqueteiam convosco; 14 tendo os olhos cheios de adultério e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição; 15 os quais, DEIXANDO O CAMINHO DIREITO, ERRARAM SEGUINDO O CAMINHO DE BALAÃOfilho de Beor, que amou o prêmio da injustiça. 16 Mas teve a repreensão da sua transgressão; O MUDO JUMENTO, falando com voz humana, IMPEDIU A LOUCURA DO PROFETA.

Espero que esta explicação tenha servido para esclarecer alguma de nossas dúvidas.

Fique na Paz do Senhor Jesus. .

PR. Ev. Roberto Knudsen

Fonte: TORAH WEB - site judaico messiânico