sábado, 1 de dezembro de 2012

DE QUÊ ESPÍRITO SOIS?


 Gino Iafrancesco


Vamos a 1ª a Timoteo 4:12: "Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza".

Penso que se entende muito claro cada palavra até onde diz: amor: mas logo diz outra palavra, que é, dentre todas as seis, a carga do Espírito para a presente consideração.É a palavra "espírito" (em minúscula); logo menciona fé e pureza. Mas há algo que se chama "espírito" em minúscula; e gosto que esteja em minúscula, porque esta envolvendo ao espírito da pessoa.

Em que espírito está a pessoa?. Há algo que se chama aqui "espírito".

Sê exemplo de...espírito. A carga específica é: sê exemplo em espírito. Em quê espírito estou?, Em que espírito esta a pessoa? Que é isso do espírito? Sê exemplo em espírito.

Disso também se fala em Lucas 9:51-56.

Estas coisas se discernem precisamente com o espírito. Isto existe e é precioso; mas é algo que não tem sabor exterior, que não tem cor, mas que no âmbito espiritual é preciosíssimo. O espírito se aprecia com o espírito. Recebes em teu espírito a capacidade de tocar o espírito; o espírito toca o espírito; nosso espírito toca o espírito da pessoa, da comunidade, da época.

Existe, pois, algo misterioso que é o espírito, e é de grande valor; as pessoas se tocam no espírito. Não se tocam meramente no corpo, a mente, a emoção, senão que se tocam no espírito.
Nosso espírito percebe em quê espírito está a pessoa; se está em um espírito luminoso, ou se está em um espírito tenebroso.
Lemos em Lucas acerca de Jesus: "Mas não o receberam, porque o seu aspecto era como de quem ia a Jerusalém".
Por causa de esse espírito não lhe receberam. Como se sofre quando não se é recebido!. Mas é fácil quando somos recebidos. Os discípulos se enalteceram quando vieram ao Senhor sendo injuriados; eles inclusive até tinham fé com ardor, como para dizer: Senhor, queres que mandemos que desça fogo do céu, como fez Elias, e os consuma?

Mas escutem o que lhes respondeu o Senhor Jesus no v.55: "Vós não sabeis de quê espírito sois".
Que contraste de espírito!.
De quê espírito sois? Quê espírito estão canalizando? A quê espírito estão dando lugar no ambiente? Que espírito está contaminando?
Jesus lhes fala de tal maneira, para esclarecer-lhes em quê espírito estão, e também para mudar-lhes de espírito.
O Senhor não vai julgar a uns com o paradigma de outros, senão que tem em conta o paradigma de cada um.

A declaração séria é: Vós não sabeis de que espírito sois. Às vezes um não se dá conta em que espírito está. Não é questão meramente de palavras e aparências; aparentemente até se pode ser muito "bíblico", mas muitas vezes não se está no espírito correto. Sê exemplo em espírito. Então, as pessoas que são espirituais, discernem o espírito. Às vezes se é facilmente enganado pelas aparências; mas os que são pessoas que tem o espírito já treinado para discernir o espírito das coisas, o espírito que se está movendo no ambiente, se dão perfeitamente conta como e até onde se está levando a água para o moinho alheio.

 Às vezes há uma aparente calma, mas discerne que há algo no ambiente; como costuma se dizer: "uma calmaria” Este assunto é de sumo valor para Deus: Em quê espírito se fazem as coisas, em quê espírito se expressam as palavras; porque na realidade é como se um pudesse ser de vários espíritos, segundo a ocasião. Quando o Senhor diz: de quê espírito sois, é como se dissesse: -vocês não se dão conta sobre a classe espírito, tão diferente a mim, que lhes tocou. Às vezes não nos damos conta sobre qual espírito nos tem tocado e em que espírito estamos; e as vezes não queremos nos dar conta, ainda que nossa consciência nos adverte muito baixinho que não estamos no espírito correto.
A Palavra de Deus nos diz que existem contaminações de carne e de espírito.

Disso podemos ler, por exemplo, em 2ª a Coríntios 7:1. “purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne como do espírito”. No livro de Jó se fala de que o paladar degusta as palavras; é como se fosse um paladar espiritual. Não somente há, pois, contaminação da carne, senão também do espírito. Se eu não estou no Espírito de Cristo, então eu mesmo posso contaminar. Às vezes contaminamos, e às vezes podemos também ser contaminados.
Às vezes, em certo ambiente, se move determinado espírito. Podemos dizer que em cada sociedade, em cada grupo, se move um determinado tipo de espírito. Por isso o Senhor, em Apocalipse, fala dos anjos das igrejas; pois cada igreja e cada época está em um determinado espírito e em uma determinada tônica que se manifesta em sua respectiva liderança.

Às vezes tudo isto pode ser muito sutil. Sucedem as coisas, sendo influência a classe de espírito em que estamos. De quê espírito somos? Nosso espírito deve ser purificado.
Nosso entendimento às vezes fica curto para interpretar as coisas do espírito.
Mas quando teu espírito tem sido treinado por Deus, então tu podes discernir no espírito.
Olhemos também Efésios 4:22-24.
No v.23 diz: " e vos renoveis no espírito do vosso entendimento (mente)". Nossa mente pode ser renovada ou contaminada. Às vezes vivemos sob paradigmas e sentimentos de opressão. Às vezes somos muito duros, ou às vezes muito relaxados.

O Senhor tinha e tem equilíbrio entre a graça e a verdade. Como necessitamos aprender a sermos verdadeiros, cheios de graça e de verdade. O senhor Jesus conseguiu combinar Nele a graça e a verdade. Que espírito tão equilibrado!, não contaminado, senão libertador.
Observemos sempre que espírito está circulando, e vigiemos se nossa mente ou sentimentos estão sendo contaminados. Em que espírito se está atuando? Jesus disse: vós nem sempre o sabeis. A Laodicéia mandou escrever que não se dava conta de ser coitada e miserável e de estar cega e nua.

Quando Jesus ia a Jerusalém, sabia para quê ia; por isso pode perdoar aos samaritanos.
Se estamos em um bom espírito, nos podemos ajudar mutuamente.
Mas Satanás é como um roedor que quer sempre danificar o ambiente.
O inimigo quer sempre danificar nosso espírito; o diabo quer danificar o espírito da comunidade.
Mas devemos ser como Isaque, que mesmo que repetidamente os filisteus lhe soterravam os poços, ele continuava abrindo poços até que não puderam mais soterrar. Devemos ser como Isaque, figura de Cristo, para não permitir que Satanás nos mantenha presos de um mal espírito.
Limpemo-nos de toda contaminação da carne e do espírito.