quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

REGRA BÁSICA PARA ALCANÇARMOS A PLENITUDE

Tiago 5.12
Mas, sobretudo, meus irmãos, não jureis, nem pelo céu, nem pela terra, nem façais qualquer outro juramento; mas que a vossa palavra seja sim, sim, e não, não; para que não caiais em condenação. 
 REGRA BÁSICA PARA ALCANÇARMOS A PLENITUDE
A Palavra de Deus está nos exortando a quando prometermos alguma coisa não venhamos a jurar, nem pelo céu nem pela terra, ou seja, que devemos ter um posicionamento firme e dizermos “sim” quando for sim e “não” quando for não, para que Deus não venha a nos condenar.
O assunto que gostaríamos de abordar nesse artigo é o atingimento da plenitude nas diversas coisas que compõem a nossa vida, ou seja, como sermos totalmente plenos na nossa vida profissional, na nossa vida sentimental, no nosso ministério, em nossos relacionamentos, enfim, em todos os setores onde estejamos ou viermos a atuar.
E o que é ser pleno? Ser pleno é chegar ao auge, é ser cheio, completo, inteiro, perfeito, é chegar à grandeza, atingir a excelência, é nesse estado que qualquer pessoa atinge a plenitude em qualquer área da sua vida.
Talvez essa posição seja a que todos nós gostaríamos de atingir em tudo aquilo que fazemos, sermos excelentes em todas as áreas da nossa vida, sermos pontos de referência para os outros.
E como se consegue isso? Evidentemente as diversas áreas que dissemos possuem pontos específicos que, quem quer atingir a plenitude, precisa aprender e se aperfeiçoar, porém esse artigo não tem a pretensão de abordá-los, até porque não seria possível.
Entretanto, existe um ponto que é comum em qualquer uma delas  e é fundamental para que essa excelência seja conseguida, sem se enquadrar nele todo o conhecimento específico de cada segmento não terá a menor importância, cairá por terra e perderá completamente o seu valor, pois o cumprimento desse de caráter geral é básico para conseguirmos atingir a plenitude.
Então, qual seria? Qual seria essa qualidade de devemos ter e que é imprescindível para o atingimento da excelência? A resposta é coerência. E o que seria coerência? Coerência é a conformidade entre o discurso e a prática. Ser coerente é fazer aquilo que se prega, é andar totalmente de acordo com o que falamos, é andar de forma totalmente correta.
Sem isso ninguém jamais conseguirá atingir a plenitude em qualquer atividade de sua vida, pois as pessoas quando olharem para alguém que não a tenha, não terão o menor respeito, não levarão em consideração nada mais, porque a vida dessa pessoa estará totalmente desconectada daquilo que deveria ser.