quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Conselhos para o ano novo



Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos. Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor. Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus. - Filipenses 4:4-7

A Palavra de Deus deve nortear nossa vida e nos ajudar a descobrir qual é a boa perfeita e agradável vontade do Senhor. Assim, hoje vamos descobrir alguns conselhos do apóstolo Paulo, para que não só o ano que se inicia seja abençoado, mas toda a nossa vida.

1º Conselho para um ano novo abençoado: 
“Alegrai-vos sempre no Senhor”. 

Você sabia que a carta de Filipenses foi escrita quando o apóstolo Paulo se encontrava preso por pregar o evangelho? Será que alguém que está preso tem motivos se alegrar? Com certeza não!

No entanto, esta carta ficou conhecida como a carta da alegria. Mas como é possível manter alegria em meio a situações adversas? Como por exemplo, quando somos surpreendidos por uma tragédia, ou uma enfermidade que nos assola, como manter a alegria em meio ao sofrimento? 

A resposta de Paulo é que a alegria deve ser centrada no Senhor e não nas circunstâncias transitórias da vida. Quando a nossa alegria está no Senhor, ainda que suportemos adversidades, elas não podem roubar a nossa alegria. 

E você, onde tem colocada a sua alegria? No Senhor ou nas circunstancias transitórias da vida?

O Segundo Conselho Para Um Ano Novo Abençoado. 
“Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens” 

O termo “moderação” que algumas versões aparece como “generosidade” não possui um tradução que represente o seu significado no original e pode ser entendido como qualquer das seguintes virtudes: indulgência, condescendência, cordialidade, amabilidade, gentileza, compreensão carinhosa, consideração, caridade, mansidão e bondade. 

A mensagem é que as nossas atitudes devem ser transparentes e autênticas, com o propósito de transmitir amor genuíno pelo outro. O motivo para agirmos assim é o fato de que “perto está o Senhor”. 

Sim, o Senhor está perto e isso pode significar que a volta de Jesus está próxima e teremos que dar conta de todas as nossas atitudes a Ele. Ou ainda, pode indicar que Deus conhece todas as nossas ações de perto. Em ambos os casos temos motivos para viver de forma digna e coerente com a Palavra. 

Será que em nossas atitudes temos demonstrado amor genuíno para com os outros? 

3º Conselho para um ano novo abençoado.
"Não andeis ansiosos". 

Paulo nos convida a não ficarmos demasiadamente preocupados com qualquer coisa que seja. Dessa maneira, ele inclui todas as coisas, desde a mais simples até as mais complexas e nos manda levar tudo ao conhecimento do Senhor. 

Muitas vezes, a razão da ansiedade é a confiança na nossa própria capacidade. Queremos resolver o problema quando na verdade deveríamos confiar em Deus. Seguindo este raciocínio, a ansiedade é inversamente proporcional a confiança em Deus, ou seja, quanto maior a confiança em Deus menor será a ansiedade. 

Mas como posso confiar tudo ao Senhor?

Através da oração, que é falar com Deus, e súplica, que é o reconhecimento da nossa incapacidade de solucionar as nossas questões, por isso buscamos aquele que é poderoso. Não podemos esquecer de agradecer com ações de graças por todas as coisas que Ele tem feito e por aquelas que ainda fará. Assim desfrutaremos da verdadeira felicidade que é a paz a qual transcende todo o entendimento. 

-----------------------------------------
Josimar Gabriel da Rocha é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil.