terça-feira, 16 de junho de 2015

6 Dicas para ser um marido piedoso


.

Por Bob Lepine com Chris Lawrence


O propósito de Deus para o casamento é fazer com que nos tornemos semelhantes a Cristo.

Quando eu me inscrevi para poder casar em cartório, após um ano de ter me formado na faculdade, tudo que eu tinha que fazer era pagar uma taxa. Não houve treinamento, nenhum vídeo ou manual.

Apesar do fato de que eu não tinha habilidades de como fazer um casamento funcionar, a certidão de casamento foi concedida!

Eu sei que existem muitos homens que estão tentando descobrir exatamente o que Deus espera deles como maridos.

Então, eu vim com uma lista das coisas que eu acredito que são fundamentais para ser um marido piedoso.

Seja um líder espiritual

Sua esposa provavelmente entrou no casamento com algumas imagens idealizadas, por exemplo: Os dois juntos no início da manhã, ao redor da mesa, tomando suco de laranja fresco enquanto fazem a devocional.

Ela imaginou você saindo para o trabalho e dizendo: "Eu vou estar de volta à noite, e nós faremos estudo bíblico novamente."

Depois de um mês de casados, sua esposa provavelmente está pensando: O que será que aconteceu? Ler as Escrituras e orar juntos é tão importante. Se eu pudesse rebobinar meu casamento começaria do zero!

Não importa há quanto tempo você está casado, comece a desenvolver hoje, um padrão que possa incluir no seu casamento. Lembre-se, é o marido que tem a obrigação de iniciar isso.

"Um homem não pode ser um teólogo profissional", diz Doug Wilson, autor de Reformando o Casamento. "Mas, em sua casa, ele precisa ser um teólogo firme."

Conduzir com humildade

A razão pela qual existem resistências sobre os homens serem líderes em um relacionamento conjugal é por que, muitos homens não conduzem isso com humildade.

Os homens são chamados por Deus para conduzir suas esposas, mas a nossa liderança deve ser altruísta.

Filipenses 2.3 diz: "Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos" (Nova Versão Internacional).

Coloque este versículo em prática, e ele vai resolver 95 por cento dos problemas que enfrentamos.

Eu nunca conheci uma mulher que falasse: "Eu resisto a liderança de meu marido, mesmo ele sendo humilde e semelhante a Cristo."

As mulheres que eu conheci tem o desejo de líderes piedosos em seu casamento.

Seja piedoso e um homem corajoso

1 Coríntios 16.13 dá uma definição clara de masculinidade bíblica: "Estejam vigilantes, mantenham-se firmes na fé, sejam homens de coragem, sejam fortes." Antes de podermos ser maridos piedosos, devemos ser homens de coragem.

Vamos analisar a definição do que significa ser um homem de coragem. A essência da coragem é ter um grande temor a Deus! Tão grande que não tenha medo de nada mais.

Seja um provedor

O marido deve ter a responsabilidade de arcar com as necessidades básicas de uma casa.

Na verdade, 1 Timóteo 5.8 diz que se um homem não provê a sua família, ele é pior do que um pagão. Esse não é o tipo de reputação que eu quero ter diante da sociedade.

Um provedor é aquele que se antecipa, aquele que faz planos estratégicos para o progresso familiar. Ele pensa sobre as metas, não apenas financeiras, mas as metas espirituais e metas emocionais.

Em outras palavras, ele é o diretor executivo da família, é sua responsabilidade definir a direção.

E muitas vezes a mulher é a chefe de operações, em dois vocês unificam a direção tomada, para o bem da família.

Amar a Deus mais do que você ama sua esposa

Após 3 anos de namoro com Mary Ann, começamos a falar sobre casamento, um pouco mais tarde nós terminamos. Fiquei arrasado.

Certa noite enquanto orava, as coisas tornaram-se muito claras: Mary Ann tinha se tornado um ídolo na minha vida, eu me importava mais com as coisas que a deixava feliz do que as coisas que agradavam a Deus.

Era como se Deus estivesse dizendo: "Você não terá outros deuses diante de mim, e se você colocar algo ou alguém no meu lugar, vou retirá-lo de você."

Em 25 anos de casamento, eu continuo a lutar contra o mesmo problema. Permaneço em “cheque” com esta pergunta: A quem devo temer mais, a minha mulher ou Deus?

O nível de dor pode ser imediato quando eu não agrado a minha esposa. Mas Deus me lembra: "Você fez a coisa certa, mesmo que naquele momento ela não tenha ficado feliz."

Ame-a biblicamente

Para amá-la biblicamente, precisamos nos perguntar: "O que significa o amor de Deus por nós?" A essência do Seu amor por nós é refletida em Seu compromisso e sacrifício. Isso é o que o nosso amor, pela nossa esposa, precisa para se parecer com o de Cristo.

Para mim, muitas vezes, significa colocar as necessidades dela à frente das minhas próprias necessidades. Isso significa que eu ainda vou sacrificar muita coisa por ela, mesmo quando nos desentendemos, ela deve ser a minha prioridade.

Lembre-se do pequeno verso do voto matrimonial, "Deixando os outros, até que a morte nos separe".

Isso significa que seu relacionamento com sua esposa é o mais importante do que qualquer outro relacionamento - amigos, seu chefe ou até mesmo seus filhos.

Simplificando, devemos amar nossa esposa mais do que qualquer coisa na terra; essa é a essência do relacionamento conjugal.

DL Moody resumiu melhor: "Se eu quiser saber se um homem é cristão, eu não iria questionar um ministro, eu iria pedir informações à sua esposa. Se um homem não trata sua esposa da forma correta, eu não quero ouvi-lo falar sobre o cristianismo. Qual é a utilidade de falar sobre a salvação se ele não tem salvação para esta vida? "

Em maio passado, Mary Ann e eu celebramos o nosso 25º aniversário de casamento em Maui, Hawaii. Os cenários foram incríveis e realmente estávamos muito felizes juntos.

Durante o jantar naquela noite, poderíamos dizer que, apesar de todos os desafios que têm vindo em nossa direção, nós não mudaríamos o resultado dos nossos momentos.

Por isso Deus tem usado a nossa relação para compartilharmos uns com os outros, mais do que qualquer outra coisa, para que nos tornemos mais semelhantes a Cristo, o que finalmente é o Seu propósito para o casamento.

***
Fonte: cru.org
Tradução: Daniele Bosqueti