sexta-feira, 5 de junho de 2015

Éfeso

(Um breve resumo)

Éfeso era a cidade mais importante da província romana. Calcula-se uma população da cidade no primeiro século entre 250.000 e 500.000. A cidade era célebre pelo  templo de  Ártemis ou Diana deusa da fertilidade.

Bem, Éfeso é a igreja que abandonou o primeiro amor.
Era rica em obras. Uma igreja esforçada. Uma igreja paciente.

Sua doutrina--- Provou seus lideres, Ap. 2:2, Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos, e o não são, e tu os achaste mentirosos. 

 (ler, 2Co. 11:13-15), Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo.
E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz.
Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras.



Reprovou sua doutrina, Tens, porém, isto: que odeias as obras dos nicolaítas, as quais eu também odeio.
Apocalipse 2:6
Éfeso foi convidada a restauração, a) Lembrar-se. b) Voltar-se. c) Arrepender-se.
Sua necessidade: Faltava-lhe o amor puro e verdadeiro. 

1Co. 13; Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;
Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.
Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.
Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor. 
 

Amor verdadeiro, comunhão cristã em relação a Deus e a outros cristãos, tendo como característica a renuncia ao mundo, (1Tm. 6:10); Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.

( 1JO. 2:15). Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.


A igreja de Éfeso contou com o apostolo Paulo por três anos, (At. 20:31) Portanto, vigiai, lembrando-vos de que durante três anos, não cessei, noite e dia, de admoestar com lágrimas a cada um de vós.
Portanto, uma igreja preparada na sã doutrina e fé.

Éfeso foi acusada de um defeito do coração e não da mente. O aviso foi dado ao " individuo" e a promessa é feita: " Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da arvore da vida que se encontra no paraíso de Deus"( v. 7).

Obs. Nicolaitas, ou dominador do povo. Esta seita ensinava os crentes a participarem de festas mundanas e a prostituição.

O templo de Ártemis foi destruído, juntamente com muitos outros edifícios, em 401 d.C. por uma multidão liderada por São João Crisóstomo.3

O imperador Constantino I reconstruiu boa parte da cidade e ergueu novos banhos públicos, porém a cidade foi novamente destruída parcialmente por um terremoto, em 614.

 A importância da cidade como centro comercial diminuiu à medida que o seu porto começou a ser assoreado pelo rio Caístro (Küçük Menderes, em turco). ( Wikipédia)


Baixo-relevo de Nice, deusa da vitória, em Éfeso.

Mitologia

De acordo com Ferecides de Leros, citado por Estrabão, Éfeso era ocupada pelos cários 6 (e pelos léleges 7 ), e, quando houve a migração dos jônios para a região, a cidade de Éfeso foi fundada porAndroclus, filho legítimo de Codro, o líder dos jônios,6 que expulsou os cários e léleges.7 Éfeso tornou-se o local do palácio real dos príncipes dos jônios, e a cidade ainda era governada por seus descendentes à época de Estrabão.6
Antigamente, Éfeso também se chamava Esmirna, do nome daamazona Esmirna, que havia tomado posse de Éfeso, porém mais tarde Esmirna foi fundada por habitantes de Éfeso.8  ( Wikipédia)



por Luiz Carlos Euzebio