quarta-feira, 2 de março de 2011

Esperança!

Esperança! Pr.Luiz Carlos Euzébio.


Olhando em volta, a vida está cheia de pessimismo. O universo, abalado por causa do homem, a natureza sendo destruída; a violência que aumenta assustadoramente no mundo.

Filhos que não respeitam seus pais; pais indiferentes a seus filhos. A ciência que cresce sem limites. Os meios de comunicação, trazem noticias que desanimam a alma.

Jovens desanimados em seus estudos. Pessoas que se matam, pois não acreditam na solução de seus problemas.
Milhares de pessoas, que a cada dia abrem mão de seus sonhos, dos seus ideais, de suas famílias, de si mesmos.

Jr.31:17a – “Há esperança para o teu futuro, diz o Senhor”...(Existe esperança de um futuro)
Esperança» Expectação de um bem que se deseja.
Não quero entrar no contexto de Jeremias; antes quero ir até João 11, onde  o pranto e a dor da perda reinavam.

Lázaro morre..., e Jesus não estava lá. Enquanto vivo, havia a esperança de cura. Mas, o que restou, acabou dentro de um túmulo.

João 11:20- Jesus estava chegando. Marta vai ao seu encontro; Maria ficou sentada em casa. Era tradição entre os judeus, o dono do defunto sentar em uma cadeira, virado para a parede, e de costas para os demais.

João 11:23-26-( John 11:23-26)  Jesus ensina a Marta a cerca da esperança da ressurreição.
Jesus diz: Eu sou a ressurreição e a vida. Duas verdades são declaradas: O crente pode morrer como Lázaro, mas pelo poder de Cristo Jesus o Senhor, viverá!

João 11:28-32-(John 11:28-37) Jesus chama Maria. Que em demonstração de desamparo, lança-se aos seus pés.
João 11:33-37- Jesus agitou-se no espirito. A palavra grega para agitou-se, transmite a idéia de raiva de alguma coisa.
Essa profunda indignação, foi contra a devastação que o pecado introduziu no mundo, doenças e morte.

A morte é o resumo e o clímax de todas as fraquezas humana.

No v. 37- Jesus mais uma vez se perturba, mas por causa da visão míope, uma visão tão pequena, diante da imensidão de Seu poder.

João 11:38-40-( John 11:38-40)O milagre. Tirai a pedra, foi a ordem. Marta fica perturbada, e diz que o corpo já começou a decompor-se. Mas, o Senhor lhe diz que ela veria a glória de Deus.

Era o poder de Deus em ação, mostrando a Sua Soberania.
v.41-44- A pedra é removida. Os grilhões da morte são quebrados, ao ouvirem a voz de autoridade que chamou: Lázaro, vem para fora!

Devemos aprender a viver com esperança(Dt.1:36). Ainda que as circunstâncias da vida sejam contrárias, não desista.
Há uma promessa de Deus para você, que inclui:
Restauração, Salvação e Libertação.

 (A morte física, tal como a conhecemos, é uma consequência direta da queda do homem.)

Rm. 8:23- “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor”.



Luiz Carlos Euzébio.