quarta-feira, 23 de março de 2011


Os sete selos! AS trombetas! O julgamento das nações! Pr. Luiz Carlos Euzebio

6:1-2- O cavalo branco- paz antes do juízo.
8:7- Saraiva, fogo, queima-se um terço das árvores e ervas.
16:1-2- Úlceras malignas nos adoradores da besta.

6:3-4- O cavalo vermelho- tira-se a paz- os homens fazem guerra.
8:8-9- Montanha ardendo em fogo, um terço do mar em sangue, morre um terço da vida; um terço das embarcações afunda.
16:3- Mar transformado em sangue, morre tudo o que vive nele.

6:5-6- O cavalo preto- fome como conseqüência da guerra.
8:10-11- Uma estrela ardendo como tocha cai sobre rios e fontes; as águas amargas não matam a sede, muitos morrem por isso.
16:4-7- Os rios e as fontes de águas tornam-se em sangue.

6:7-8- O cavalo amarelo- morte pela espada, fome, peste e pelas feras.
8:12- A Terça parte do sol, lua e estrelas, para que sua terça parte não desse sua luz, nem de dia nem a noite.
16:8-9- Os homens blasfemam de Deus por causa de forte calores, e não se arrependem.

6:9-11- Martírio dos crentes, recebem roupas brancas, pede-se que esperem e repousem.
9:1-11- Cai estrela do céu, abre o abismo. Uma fumaça escurece o céu, gafanhotos atormentam os homens , mas não mata.
16:10-11- Trevas sobre o trono da besta, dores afligem os homens que blasfemam de Deus, mas, não se arrependem.

6:12-17- Um grande terremoto. O sol escurece, lua de sangue; caem estrelas. Montes e ilhas removidos; homens tentam se esconder do Grande dia da ira do Senhor e do Cordeiro.
9:13-15- Quatro anjos atados são soltos. 200 milhões de cavalos que, soltam fogo, fumaça e enxofre; morre um terço dos homens. Os que sobrevivem não se arrependem.
16:12-16- As águas do Eufrates secam, para os reis do oriente (Armagedom 19:17-21). Espíritos imundos semelhantes a rãs.

16:17-21- Uma taça derramada no ar; um terremoto sem igual, abala toda a terra. Ilhas e montes desaparecem. Chuvas de pedras; os homens blasfemam. Deus se lembra da grande Babilônia ( cap. 17 e 18)

8:1-6- O céu silencia.
Incensário com orações. Incensário com fogo é lançado na terra, os anjos preparam-se para tocar as trombetas.
11:15-19- O reino do mundo torna-se de Nosso Senhor e de Seu Cristo. Julgamento dos mortos; premiação dos remidos e punição das nações.


16:17-21-Uma taça é derramada no ar, um terremoto sem igual
abrange toda terra. Ilhas e montes desaparecem. Chuvas de pedras.
Os homens blasfemam de Deus; Deus se lembra  da grande Babilônia,(cap.17 e 18).