segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Conversando com Deus através da oração


A palavra oração, segundo o dicionário, significa conjunto de palavras ordenadas por normas gramaticais, com sentido completo; proposição; enunciado de um juízo. Não se pode fazer uma oração de qualquer maneira, pois há normas gramaticais que regem a oração e se o estudante não seguir essas normas, certamente a oração não terá o efeito desejado ou esperado.

Na oração com Deus algo semelhante acontece. Não podemos orar de qualquer maneira e é fator primordial, quando oramos, termos o coração quebrantado e contrito para que Deus, o Todo Poderoso, venha agir em nosso favor. E quando oramos devemos ter a total certeza que Deus nos ouve para que as palavras da oração não se tornem vãs.

A oração do cristão é na realidade uma conversa com o Senhor onde colocamos uma petição, um pedido àquele que tudo pode e não há nada de impossível para Ele (Gn. 1814).

Temos muitos exemplos bíblicos de orações feitas pelos servos e servas do Senhor e vamos recordar algumas delas.

- Abrão conversando com o Senhor a respeito de um herdeiro que se tornaria uma nação, simplesmente creu e isto foi-lhe imputado por justiça (Gn.15.16).
E como recompensa Abraão (Deus já havia mudado seu nome de Abrão para Abraão (Gn.17.5) gerou um filho (Isaque) com quase 100 anos de idade.

- Ana também em oração pediu que Deus lhe abrisse a madre para que gerasse um filho com Elcana, seu esposo (1Sm.1.10-28).

E Ana orava tão intensamente, com sua alma derramada ao Senhor, que não se ouvia sua voz e apenas seus lábios se moviam ao ponto de Eli, o sacerdote, considerá-la por embriagada. E o Senhor concedeu o desejo do coração de Ana. E Ana gerou Samuel que foi profeta, sacerdote e juiz em Israel.

- Eliseu foi profeta em Israel e também orava ao Senhor (2Re.6.17-23).
Nessa passagem o rei da Assíria trama por as mãos no povo de Israel, mas o Todo Poderoso Senhor alerta Eliseu para que proceda ao seu mandar para que Israel não caísse nas mãos dos assírios. O rei da Assíria pensa que há um espião informando ao rei de Israel, mas seus servos dizem: Não meu rei, não há espião, mas o profeta Eliseu faz saber ao rei de Israel as palavras que tu falas na tua câmara de dormir.

E quando o rei da Assíria manda seus servos cercar a cidade onde estava Eliseu, para trazê-lo à sua presença, eis que Eliseu ora ao Senhor e pede que o Senhor cegue seus inimigos. E assim o Senhor faz.

- Neemias quando autorizador por Artaxerxes a retornar a Jerusalém, com todos que o quisessem acompanhar para a reconstrução dos muros.
Imediatamente se levantam Sambalate e Tobias, tentando impedir a reconstrução dos muros. Neemias, no entanto, não parou a obra de reconstrução e orou ao Senhor pedindo a vitória.

Diz a Palavra de Deus que os trabalhadores na obra do muro carregavam numa mão os materiais para o reparo nos muros e na outra mão tinham as armas. Um grupo trabalhava na obra e outro tinha as armas. Neemias, no entanto, não parou a obra de reconstrução e orou ao Senhor para que lhe desse vitória naquela peleja. E o Senhor ouviu a oração de Neemias (Ne.4 ).


Em todas as orações acima, o Senhor deu vitória. E ele quer dar vitória para você e para mim também. O Senhor quer gerar em nós um milagre tremendo, como gerou os filhos de Abraão e Ana.


O Senhor quer nos ajudar cegando os nossos inimigos, assim como ajudou a Eliseu.

O Senhor deseja, para aqueles que estão desanimados e afastados do caminho de Deus, que a reconstrução do templo seja feita com muita fé em Jesus para que o Seu Espírito Santo habite e continue habitando em todos.

Não importa quantos Sambalaques e Tobias se levantem, pois o Senhor é a nossa força e a nossa vitória!

Autor: Pb. Sidney Moreira