segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Refletores do Filho



O que a lua faz? Ela não gera luz. Ao contrário da música, esta lua não pode brilhar. Sem o sol, a lua não é nada mais do que uma pedra escura esburacada. Mas corretamente posicionada, a lua irradia. Deixe que ela faça o que ela foi feita para fazer, e um aglomerado de poeira se torna uma fonte de inspiração, sim, verdadeiramente, romance. A lua reflete a maior luz.

E ela é feliz por fazê-lo! Você nunca ouve a lua reclamando. Ela não cria problemas por criar ondas. Deixe a vaca saltar por cima dela ou os astronautas pisarem nela; ela nunca contesta. Embora a exposição ao sol seja aceita enquanto a exposição à lua é alvo de piadas, você não ouvirá a velha Cara de Queijo resmungar. A lua está em paz em seu lugar. E por ela estar em paz, uma luz suave toca uma terra escura.

O que aconteceria se nós aceitássemos o nosso lugar como refletores do Filho?

Tal mudança vem muito teimosamente, entretanto. Nós temos exigido a nossa maneira e batido os nossos pés desde a infância. Todos nós não nascemos com uma unidade padrão definida no egoísmo? 

Eu quero um cônjuge que me faça feliz e colegas de trabalho que sempre peçam a minha opinião. Eu quero um clima que me convenha, um trânsito que me ajude e um governo que me sirva. Tudo é em relação a mim...

Como nós podemos ser tirados do egocentrismo? ... Nós saímos do foco em mim para o foco em Deus pensando nele. Testemunhando-o. Seguindo o conselho do apóstolo Paulo: “Refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor” (2 corintios 3.18).

Refleti-lo nos transforma.

Senhor, mude o nosso foco de um foco em mim para um foco em Deus. Opere a sua vontade nas nossas vidas para que sejamos instrumentos para fazermos a sua obra e para falarmos aos outros do seu grande amor.
Permita que as nossas vidas reflitam a sua santidade nos bons e nos maus momentos. Ajude-nos a viver em busca do seu querer ao invés do nosso querer. Que nos mantenhamos firmes na nossa fé independentemente dos tempos difíceis que venham no nosso caminho.

Em tudo que fizermos, que nós o honremos, amém.

Cantem louvores ao Senhor… louvem o seu santo nome. (Salmos 30.4)

Autor: Max Lucado