sábado, 9 de fevereiro de 2013

NÃO IMPORTA O TAMANHO DO SEU PASSADO


1 Timóteo: 1. 12 – 13
Agradeço a Cristo Jesus, o nosso Senhor, que me tem dado forças para cumprir a minha missão. Eu lhe agradeço porque ele achou que eu era merecedor e porque me escolheu para servi-lo.  Ele fez isso apesar de eu ter dito blasfêmias contra ele no passado e de o ter perseguido e insultado. Mas Deus teve misericórdia de mim, pois eu não tinha fé e por isso não sabia o que estava fazendo.

 NÃO IMPORTA O TAMANHO DO SEU PASSADO



Quando falamos do Apóstolo Paulo vem logo à nossa lembrança que foi ele quem pregou o Evangelho nas cidades do Império Romano em três viagens missionárias, que foi o escritor de várias cartas às igrejas que acabaram se tornando parte do Novo Testamento, que tinha muita sensibilidade à liderança  do Senhor e trabalhou sem cessar para convencer aos judeus e aos gentios que a salvação estava ao alcance de qualquer pessoa, ou seja, ele trabalhou intensamente e com muita dedicação na divulgação da Palavra de Deus. 
Entretanto, não podemos esquecer quem ele foi antes de se converter. Ele era muito religioso, muito dedicado, conhecia muito bem a Bíblia e cria de todo o seu coração que o movimento cristão era muito perigoso para o judaísmo, por isso se tornou um perseguidor frenético do cristianismo,inclusive, quando teve o encontro pessoal com Jesus que mudou a sua vida, estava indo à cidade de Damasco para prender alguns servos de Deus e levá-los à Jerusalém, ou seja, ele odiava a fé e perseguia sem misericórdia a todos os cristãos.
Onde estamos querendo chegar? Muitas pessoas vivem presas ao passado achando que o que fizeram foi tão grave que Deus nunca as perdoará ou as aceitará, que não existe mais conserto para sua vida, que chegou a um determinado patamar que não tem mais volta,  mas, você que está lendo este artigo, reflita sobre o passado de Paulo, naquilo que ele fez, a quantas pessoas perseguiu simplesmente por serem cristãs, em como achincalhou os ensinos de Jesus e, em seguida,  preste bem atenção no que Deus fez com Paulo, além de perdoá-lo, usou-o de forma poderosa na Sua obra. 
Não importa o tamanho do nosso passado, Deus está sempre disposto a nos perdoar e nos aceitar,independentemente de qualquer coisa, é lógico que isso somente acontecerá a partir do momento que resolvamos mudar a nossa vida e não podemos esquecer que as consequências provenientes dos erros cometidos terão de ser arcadas, mas,o importante mesmo, é que Deus sempre estará de braços abertos para nós. 
Finalizando, gostaria de desafiar a você que vive preso ao passado, cheio de culpa pelos erros cometidos e achando que as coisas não tem mais jeito a dar uma chance a si próprio e passar a viver uma nova vida e um novo tempo. Como? Conhecendo Àquele que mudou o destino do Apóstolo Paulo.
Por:Marcio Motta

Fonte: Palavra Fiel