sexta-feira, 28 de junho de 2013

Sou do Senhor

"Não sois de vós mesmos... Porque fostes comprados por bom preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus." (1 Co 6:19-20).

Que conforto pode ser encontrado nestas palavras: Sou do Senhor. O Senhor Jesus nos redimiu com Seu próprio e precioso sangue. Tendo nos avaliado em tão alto preço, e havendo nos comprado para Si, com toda a certeza nos conservará. Nenhum dos Seus será arrancado de Sua mão. Nossa vida está a salvo muito além de todas as contingências, pois "está escondida com Cristo em Deus" (Cl 3:3). "De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor." (Rm 14:8).
Podemos ser sacudidos pelas circunstâncias que sempre mudam. No entanto, o fato de estarmos aptos a dizer: Sou do Senhor, deveria nos capacitar a dizer também que nada disso irá me abalar, pois "em nada tenho a minha vida por preciosa" (At 20:24).
Que forças se nos acrescentarão se estas poucas palavras "sou do Senhor", se transformarem em um pensamento perpetuamente presente em nossos corações! Nos livrarão do mundo mau; nos manterão calmos e pacientes em meio a toda a luta e inquietação, e seus tumultuosos distúrbios e comoções. Nos elevarão acima dos vãos prazeres deste mundo e nos protegerão de seus perigosos ardis. Assim, em coisa alguma estaremos ansiosos e nosso cuidado será tão somente em agradar a nosso Pai. Pois quaisquer que sejam os problemas que nos assaltem e ameacem, podemos seguir com confiança, tornando nossas petições conhecidas de Deus, e a Sua própria paz, em conformidade com Sua Palavra, "guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus" (Fp 4:7).
A própria morte não é o fim para o crente; é a entrada para a vida, desimpedida de qualquer obstáculo que nos pressione a ficarmos aqui neste mundo tão inferior. A paz não apenas será a nossa porção, mas o gozo estará sempre jorrando, sabendo que "O que há de vir virá, e não tardará" (Hb 10:37), e então estaremos para sempre com o Senhor (1 Ts 4:17).

E. J. Checkley