terça-feira, 31 de dezembro de 2013

CAOS NO CASAMENTO EVIDENCIA PROBLEMAS ESPIRITUAIS



INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: Malaquias 2:10-16

1. PARE: Enquanto o povo de Deus se preocupa com orações não respondidas (Malaquias 2:13), Deus se preocupa com o estilo de vida errado de Seu povo (Malaquias 2:16). Se Deus não responde tuas orações, não O questione; questione a ti mesmo. O erro nunca está com Deus.
2. OLHE: Quebrar os quatro primeiros dos Dez Mandamentos que estão relacionados a Deus (Êxodo 20:3-11) impossibilita qualquer pessoa – por mais conhecimento que tenha – de observar aos outros seis Mandamentos, relacionados à vida comunitária (Êxodo 20:12-17).
3. ESCUTE: Problemas no casamento é uma clara evidência que revela nitidamente que o relacionamento com Deus está com problemas (Malaquias 2:10-16). Tome cuidado com alguns perigos:

I. PRIMEIRO PERIGO ESPIRITUAL: CASAR-SE COM ALGUÉM DESLEAL A DEUS – Malaquias 2:10-12

1. O propósito nobre, santo e elevado para o casamento só será possível se ambos tiverem o mesmo compromisso com o mesmo Deus.
2. O propósito de Deus é ignorado quando um de Seus filhos se casa com filhos das trevas; ao quebrar o propósito espiritual, de ambos se tornarem miraculosamente uma só carne na presença de Deus diariamente, a deficiência espiritual dominará todas as áreas: físicas, intelectuais e emocionais.
3. O propósito de Deus não é que o casamento seja apenas um compromisso entre um homem e uma mulher, mas que ambos se comprometam com Ele para vencer as tentações do mundo e alcancem a salvação juntos.

II. SEGUNDO PERIGO ESPIRITUAL: INFIDELIDADE CONJUGAL – Malaquias 2:13-15

1. A infidelidade para com Deus resulta na infidelidade para com o cônjuge; de igual forma, a fidelidade a Deus é demonstrada claramente na fidelidade conjugal. Não há como separar vida conjugal de vida espiritual, pois no coração não há como criar compartilhamento para cada comportamento; tudo o que somos interfere em todos os nossos relacionamentos.
2. O problema na adoração sem vigor espiritual reside na infidelidade conjugal. Tal infidelidade vai além da traição, tem a ver com pornografia, um filme, uma novela, programas imorais, eróticos e depravados; e, até mesmo, com o fato de não cumprir votos feitos no altar, de amar, cuidar e respeitar em toda e qualquer situação.
3. A forma em que cada pessoa trata o seu cônjuge afetará a forma com que Deus ouvirá as orações. As lágrimas de teu cônjuge, arrancadas por você, impedirão a Deus de atender tuas orações.

III. TERCEIRO PERIGO ESPIRITUAL: AMAR OU FAZER O QUE DEUS ODEIA – Malaquias 2:16

1. O divórcio é a maior evidência de que as pessoas envolvidas não prezam por Deus, nem pelo próximo e nem a si mesmo, pois não honram as suas próprias palavras ditas no altar diante de testemunhas e de Deus.
2. Quem quebra um compromisso conjugal quebra um compromisso espiritual, é por isso que Deus tanto odeia o divórcio.
3. O divórcio é a terrível realidade de que um ou nenhum dos cônjuges não está bem com Deus, pois o Deus que criou o casamento criou o perdão; assim, Satanás luta pela separação dos casais, e Deus luta pela reconciliação. Separar-se é render-se a Satanás. Portanto, atenção: Cuidado!

CONCLUSÃO:

1. A comunhão com Deus deve ser vivida na comunhão conjugal, se a vida espiritual não for assim ela é superficial, a qual não satisfaz o coração de Deus.
2. A quebra de comunhão conjugal é uma forte evidência de que o relacionamento espiritual com Deus está em decadência, interrompido por interesses egoístas ou pelo próprio eu, a raiz do orgulho.
3. A sabedoria da vida está em evitar que os problemas conjugais afetem a comunhão com Deus e permitir que os princípios divinos determinem a vida conjugal.

APELO:

1. Aumente tua comunhão com Deus a fim de que a tua comunhão com teu cônjuge também cresça.
2. Fortaleça teu compromisso com Deus a fim de que o teu compromisso com teu cônjuge seja cada vez mais real.
3. Desenvolva uma vida espiritual tão significativa com Deus que seja não só relevante para a tua vida conjugal, como também determinante!

Pr. Heber Toth Armí