sexta-feira, 24 de maio de 2013

O intrometido e Jesus


por Jonathan Dodson
Finalizando a série “A Fofoca e o Evangelho”, a terceira face da fofoca: a intromissão. As características podem ter mudado, mas os efeitos são os mesmos. Nos artigos anteriores, nós falamos sobre o Murmurador e o Disseminador.

Inserir você mesmo em vez de Jesus

Intrometido: O fofoqueiro que gosta de ser intermediário entre os outros.
O intrometido gosta de ser um intermediário, às vezes com o disfarce de ajudar ou “aconselhar” os outros. Eles correm como cachorrinhos indo e vindo de uma pessoa para outra, se abarrotando de informações que deveriam apenas ser partilhadas entre as partes envolvidas.
Frequentemente os intrometidos admitem que estão trabalhando para criar uma forte “comunidade” ou “família”, enquanto, na verdade, estão piorando as coisas: “Jan estava mesmo magoada com o seu comentário na festa de ontem”. Porque não dizer a Jan para conceder a graça ou ir ate sua irmã e se reconciliar (Mateus 18.15-20)?
Em vez de defender a reconciliação entre duas pessoas, o intrometido quer advogar a causa entre duas pessoas. Em vez de colocar Jesus entre duas pessoas, eles se inserem. Intrometidos criativamente buscam significância ao se inserirem em assuntos que deveriam envolver duas, não três pessoas. Os intrometidos amam ser os salvadores dos relacionamentos.

Quem é Jesus para o Intrometido?

Jesus é o Salvador para o intrometido. O intrometido precisa ser salvo do deslocamento de Jesus do centro dos relacionamentos. Eles precisam ser salvos de seu complexo de salvador. A confissão e o arrependimento a Deus e aos outros é o primeiro passo para se voltar ao verdadeiro Salvador. Afastar-se da importância auto construída através da intromissão e se voltar à profunda significância em Cristo, que é a redenção para o caminho futuro. Renunciar a sua identidade de salvador para abraçar a identidade do servo que serve não substitui Jesus como Senhor e Salvador. Isso te libertará para encorajar a reconciliação sem incentivar a intromissão. Isso irá exaltar Jesus, não você como o Herói.

A cura para a fofoca: Identidade em Jesus

Fofoca é idolatria. Romanos 1.29 lista fofoca e a calúnia entre as características dos idólatras, pessoas que adoram alguma outra coisa além do seu Criador. Eles acham certas coisas mais importantes do que Deus. O que você gosta tanto, que é tão importante, que você está disposto a fofocar?
A cura para a fofoca é identificar a sua tendência a fofocar, expor os seus motivos para fazê-lo (vítima, aceitação, senso de justiça, significado) e, por meio do arrependimento, se identificar com Jesus (vítima inocente, verdadeira justiça, profundosignificado, único herói). Devotadamente se voltar para Jesus por perdão e graça para mudar. Peça ao Espírito Santo para lhe convencer de suas concupiscências, confesse-as a um amigo de confiança para pedir ajuda e orar e a lutar para recuperar uma identidade à luz do evangelho que está enraizada em Jesus.

Forma da Fofoca

 
Identidade da Fofoca
 
Identidade segundo o Evangelho

Murmurador

 
Eles são vítimas e merecem algo
 
Jesus é a Vítima
 
Disseminador/ Divisor

 
Eles são justos e adoram informações
 
Jesus é Justo
 
Intrometido

 
Eles são heróis e adoram quando precisam deles.
 
Jesus é o Herói e Salvador.

Versículos Cristocêntricos para a fofoca

O intrometido adora o poder que vem quando alguém precisa dele. Eles querem ser os heróis mais do que querem que Jesus seja o herói dos outros. Em vez de ser o herói, eles precisam se arrepender e conduzir os outros ao único e verdadeiro herói capaz de restaurar e reconciliar os relacionamentos.
temos posto a nossa esperança no Deus vivo, Salvador de todos os homens, especialmente dos fiéis” (1 Timóteo 4.10)
O disseminador adora o poder que vem quando confiam informações confidenciais a ele sobre outras pessoas. Eles querem ser justos e aceitos pelas suas ações relacionadas com as informações que manipulam, mas são, na verdade, totalmente injustos ao ponto de liquidar os outros pelo seu próprio senso de valor. O disseminador precisa se arrepender e aceitar a justiça de Cristo.
Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.” (2 Coríntios 5.21)
O murmurador adora a atenção que vem quando sempre se faz de vítima. Ele precisa se arrepender da sua identidade de vítima e entender que Jesus é a única e verdadeira vítima que sozinho suportou os pecados dos outros. Eles precisam se arrepender e confessar isso, diante da cruz, onde Jesus assumiu as duas identidades, de vítima e de herói, permitindo, assim, que encontrassem suas identidades nEle.
Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem,” (1 Timóteo 2.5)
O falso deus da fofoca mata todo senso de amizade e amor. Destrói a família e a piedade, e isso desintegra a igreja. Quando olhamos para Jesus para obter a nossa identidade, não para a fofoca, nós recuperamos o senso de amizade e amor, e isso cria a família que Jesus quer que a Igreja seja. Nós criamos uma casa para a generosidade e o amor e experimentamos uma família congregada em volta de Jesus. Nós não somos as vítimas nem os heróis nem os justos. Cristo somente é a Vítima e o Resgate; nosso Herói e Salvador; nossa aprovação e justiça.
Cristo, somente, é a Vítima e o Resgate; nosso Herói e Salvador; nossa aprovação e justiça.
Traduzido por Marianna Brandão | iPródigo.com | Original aqui