sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

O Estado Laico e o Reinado Mediador de Cristo


.

Por Rev. Mauro S. Silva


Estado Laico é apenas um eufemismo para oposição ao Reinado Mediador de Cristo sobre a Nação! Os Cristãos Reformados não podem aceitar um Estado Laico. Cristo não é apenas o Cabeça da Igreja, mas também do Estado.

Se o Estado fosse de fato laico, não se intrometeria nos interesses da Igreja de Cristo. Mas o que podemos ver é justamente o contrário! Podemos ver um estado que quer impor as suas idiossincrasias em vez de negar a sua relação com a Igreja. ...

O Estado Laico é tão dependente da Igreja (fato público e notório!) que o mesmo usa do expediente teológico para negar a natureza religiosa de uma nação que professa a Fé Cristã. Da pra entender isso?

O Brasil já teve uma "Religião Estabelecida" (não teve uma verdadeira religião), mas teve uma religião estabelecida! Em vez de não se envolver com os postulados dessa religião estabelecida, o Estado deseja impor o seu entendimento e influência sobre os cidadãos que o mesmo estado jura proteger! Deveria o Estado proteger o cidadão das investidas do próprio estado?

O Estado é tão laico quanto os ateístas que pensam ser descrentes na Pessoa de Deus. Os ateístas negam a existência de Deus, mas passam o resto de suas vidas ligados à pessoa de Deus de uma forma ou de outra. O mesmo acontece com o estado laico que, nega ao cidadão que jurou proteger o seu direito de cidadão (de ir e vir, de ter um credo religioso e de exercer o seu papel na sociedade).

Na verdade... a ideia de Estado Laico visa não somente diminuir a influência da religião sobre o Estado, mas sim, extirpar, extinguir o direito de outrem de exercer a sua liberdade. E o resultado disso é um estado totalitário. Se preparem, mas essa é a metodologia do Estado. Sem religião não há liberdade!

- Sobre o autor: Pastor da Igreja Presbiteriana Reformada da América do Norte e doutorando em AT.

***
Fonte: Facebook
.